Miguel Poiares Maduro

Miguel Poiares Maduro

Futebol – Uma proposta

O futebol voltou a trazer-nos maus exemplos. Casos recentes, envolvendo crianças adeptos de clubes visitantes, vítimas da raiva de adeptos locais voltaram a chamar a atenção para o clima que se vive, com triste frequência, nos estádios de futebol. Para quem, como eu, é um adepto de futebol com presencia assídua nos estádios isto tem tanto de triste como de pouco surpreendente. São quase mais os cânticos ofensivos contra as equipas visitantes do que os cânticos de apoio à equipa da casa. São mais as agressões verbais contra árbitros e atletas, incluindo os da casa, do que os festejos com os golos ou entusiasmo com as jogadas mais belas.

Miguel Poiares Maduro

O que é informar

Há dias circulava um vídeo de um comentador (ou analista) televisivo militar que dizia que tinha uma fonte que colocava em causa a autenticidade do ataque russo ao porto de Odessa no dia seguinte ao acordo entre a Ucrânia e a Rússia sobre o comércio dos cereais que se encontram nesse porto. Na sequência dessa revelação o jornalista pergunta-lhe, não sobre a credibilidade dessa informação, mas sim sobre a gravidade que essa informação comportava: que significado podia ter se se tivesse tratado afinal de uma ação (ou invenção) ucraniana.

Miguel Poiares Maduro

O desporto tem cura

O meu comentário de hoje é feito desde Odense, na Dinamarca, onde me encontro a participar na Conferência daquela que é, provavelmente, a Organização Não-Governamental, mais conhecida dedicada à integridade no Desporto: Play the Game. A Conferência junta especialistas, atletas, ativistas e muitos outros que pretendem contribuir para um desporto que seja fiel aos princípios éticos e valores humanos em que diz assentar. Infelizmente, o tema deste ano, reflete o quanto estamos longe disso: "Há Cura para o Desporto?" A razão são os múltiplos escândalos que têm afetado o desporto nos últimos anos. Desde inúmeros exemplos de corrupção à identificação do desporto como uma das atividades mais propícias à lavagem de dinheiro. Da evasão fiscal à multiplicação dos casos de match-fixing (agravados pelas apostas desportivas online). Mas também podemos falar dos inúmeros casos de violação de direitos humanos, incluindo no âmbito de grandes eventos desportivos. Tal como também se continuam a revelar inúmeros casos de doping (alguns promovidos por Estados) e são inúmeras as relações suspeitas entre política e desporto.

Miguel Poiares Maduro

O futuro da União Europeia depende do futuro da Ucrânia na União Europeia

O Conselho Europeu que começa hoje será marcado pelas perspetivas de adesão à União Europeia da Ucrânia. É quase certo que os atuais Estados-membros vão aprovar a proposta da Comissão Europeia de atribuir à Ucrânia o estatuto oficial de candidato à adesão. Para além da Ucrânia este Conselho Europeu tem outros dois temas de enorme importância: a situação económica e a Conferência sobre o Futuro da Europa. Há, no entanto, muito que une estes temas. Na verdade, muito do futuro da União Europeia depende do futuro da Ucrânia na União.

Miguel Poiares Maduro

Incertezas da Guerra

Sabia que os Estados da União Europeia estão, neste momento, a transferir mais dinheiro para Rússia, para importar o seu gás, do que antes de esta invadir a Ucrânia? Este paradoxo, que desafia o nosso compromisso moral, deve-se a quão dependente a União Europeia está do gás russo. Se a Rússia depende fortemente das suas exportações energéticas para sustentar o seu orçamento e forças armadas, Putin também sabe que 40% do gás europeu vem da Rússia. Nalguns países, como a Alemanha ou Itália esta dependência supera os 50%. É isso que explica que continuemos a financiar a Rússia enquanto a acusamos de crimes contra a humanidade.