Grimaldo faz quase tudo após 45 minutos de quase nada e Benfica vence Maccabi Haifa. Veja os golos

Veja os lances. Águias conquistaram os primeiros três pontos na Liga dos Campeões e lideram o grupo H.

Tem nome espanhol a vitória do Benfica, esta terça-feira, sobre o Maccabi Haifa. Depois de uns primeiros 45 minutos que acabaram com apenas um remate registado à baliza de cada equipa, Grimaldo fez em quatro minutos uma assistência para Rafa e um golo - que merece ser visto e revisto - para garantir o primeiro triunfo na fase de grupos da Liga dos Campeões.

O Benfica ocupa agora o primeiro lugar do grupo H, com três pontos, os mesmos que o PSG. Os parisienses venceram a Juventus por 2-1, pelo que o golo sofrido os atira para a segunda posição.

Para a estreia na liga milionária, Schmidt fez uma única alteração no onze em relação ao último jogo, com Bah a entrar para o lugar de Gilberto no corredor direito da defesa. O primeiro quarto de hora na Luz foi de apresentações: os israelitas tentaram mostrar que não iam lutar apenas pelo pontinho, o Benfica quis ir respondendo que, jogando em casa, queria mandar. Faltava passar das intenções aos atos, embora Grimaldo e Rafa - os mais inquietos - bem tentassem mexer com o jogo.

O azar acabou por bater à porta dos israelitas quando em cima dos 30 minutos - num momento em que até cresciam no jogo e começava a jogar de forma mais organizada - o médio Ali Mohamed saiu lesionado. Entrou Mohammad Abu Fani. Temeu-se o mesmo azar para o lado encarnado quando Otamendi ficou no chão após lance dividido com Pierrot, mas não passou de um susto. De qualquer forma, Brooks foi aquecer.

Mas se um defesa central assustou, o outro deu 45 minutos de garantias: António Silva chegava ao intervalo como marca de segurança na equipa do Benfica. De resto, um único remate à baliza para cada equipa.

Schmidt quis mexer no ataque e abdicou de Gonçalo Ramos para lançar Musa, mas foi aos israelitas - lançaram Atzili para o lugar de Din David - que correu melhor o arranque da segunda parte quando se aproximaram do primeiro. Valeu Vlachodimos que, de joelhos, defendeu como conseguiu e acabou lesionado.

Recomposto o guardião, chegava a festa à Luz. Um bom entendimento no lado esquerdo do ataque acabou com um cruzamento de Grimaldo e Rafa, junto ao primeiro poste, desviou para o primeiro golo da noite aos 50'.

Desfeitas as amarras do ataque encarnado, Grimaldo quis juntar à assistência um golo. E que golo. O espanhol apanhou a bola a meio do meio-campo ofensivo do Benfica, deu três passos e soltou um remate que foi entrar no canto superior da baliza de Cohen. Nas celebrações, bola na barriga e dedicatória para a bancada: há um rebento a caminho.

Em quatro minutos (50' e 54') se decidiu o jogo para os encarnados. Sinal disso mesmo foi o resto da segunda parte que, tirando um susto provocado pelos israelitas após livre lateral, serviu apenas para Roger Schmidt dar algum descanso aos jogadores que tem utilizado quase ininterruptamente: Rafa, João Mário e Neres saíram para dar os lugares a Aursnes, Diogo Gonçalves e Chiquinho.

A Luz ainda sonhou com o 3-0 quando Enzo Fernández, em cima dos 90', rematou à entrada da pequena área, mas o poste da baliza não deixou. Acabava o jogo com os primeiros três pontos do Grupo H a ficarem na Luz.

Onze do Benfica: Odysseas, Bah, Otamendi, António Silva, Grimaldo, Enzo, Florentino, Neres, Rafa, João Mário e Gonçalo Ramos

Onze do Maccabi Haifa: Joel Cohen, Daniel Sundgren, Goldberg, Seck, Dylan Batubinsika, Ali Mohamed, Lavi, Chery, Pierrot, Din David e Haziza

O jogo é arbitrado pelo sueco Andreas Ekberg, assistido por Mehmet Culum e Niklas Nyberg. No VAR está o neerlandês Dennis Higler.

Suplentes do Benfica: Helton, Gilberto, Brooks, Mihailo, Aursnes, Paulo Bernardo, Diogo Gonçalves, Chiquinho, Draxler, Rodrigo Pinho, Musa e Henrique Araújo

Suplentes do Maccabi Haifa: Mishpati, Atzili, Tchibota, Menachem, Rukavytsya, Arad, Abu Fani, Podgoreanu, Pierre Cornud, Levi, Eliyahu e Gershon

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de