Leões atrasam-se em Marselha. Sporting soma primeira derrota na Champions

A equipa leonina chegou a tempo de inaugurar o marcador, mas vários erros, principalmente dos guarda-redes, atrasaram os leões na tarefa de manter a vantagem no marcador, que acabaram por perder a invencibilidade na Liga dos Campeões com uma goleada. Veja os golos.

Duas vitórias em dois jogos disputados: era este o saldo do Sporting antes da deslocação ao sul de França para defrontar o Marselha. Na liderança isolada do Grupo D, os leões foram traídos por uma tarde difícil dos guarda-redes e somaram o primeiro desaire na Champions, por 4-1.

O início do encontro foi adiado em 15 minutos devido ao atraso da equipa leonina, provocado pelo trânsito na cidade francesa. Com os jogadores da formação francesa no túnel de acesso, não havia sinal dos verdes e brancos e, no final das contas, o apito inicial de Davide Massa apenas ocorreu mais de 20 minutos depois da hora marcada.

Quem não se atrasou em tentar resolver o jogo foi o Sporting. Logo aos dois minutos, Francisco Trincão partiu do flanco direito após receber uma bola dos pés de St. Juste, hesitou na progressão, mas quando percebeu a passividade da defesa adversária, avançou no terreno. Com tempo e espaço para o remate, mostrou a mira afinada e fez o 0-1.

Após um início prometedor, os leões passaram por dez minutos que não serão de boa memória. Aos 13', Alexis Sánchez aproveitou um erro de Antonio Adán, que perdeu a noção do espaço na pequena área e, a tentar aliviar o esférico, acertou no avançado chileno, que empatou a partida.

Quatro minutos depois, Amine Harit efetivou o que já tinha ensaiado. Após ver um golo ser anulado, o marroquino foi o marcador do tento da reviravolta dos franceses, numa jogada que começou em novo erro do guarda-redes da formação leonina e terminou no cabeceamento de Harit para o 2-1.

Para não melhorar, aos 23 minutos, António Adán voltou a ser protagonista, mas novamente por más razões. Após estar presente nos dois primeiros golos do Marselha, o guardião saiu dos postes para intercetar uma bola longa que veio da baliza contrária e tocou-lhe com as mãos fora da área. O árbitro, após consultar o VAR, deu ordem de expulsão ao espanhol. Franco Israel foi chamado ao relvado para a sua estreia oficial com a camisola verde e branca.

Já com o guarda-redes uruguaio a defender as redes leoninas, os franceses aumentaram a vantagem no marcador. O português Nuno Tavares ganhou o canto, Amine Harit foi chamado a bater e, na sequência da bola parada, a cabeça de Balerdi estava com a mira apontada para o 3-1.

Não se marcaram mais golos até ao final da primeira parte, mas a formação comandada por Rúben Amorim desejava com certeza, e o mais rapidamente possível, o apito para o intervalo. Quatro golos e uma expulsão encheram 45 minutos de peripécias e de muitas lições para serem dadas pelo treinador do Sporting. Pelo contrário, muitos seriam os elogios por parte do técnico do Marselha.

Para a segunda parte, Rúben Amorim esgotou as alterações. De uma assentada, entraram no jogo José Marsà, Sotiris, Nazinho e Paulinho e, com a troca de guarda-redes ainda na primeira parte, os leões ficavam, desde cedo, sem possibilidades de mexer de novo na equipa.

O Sporting tentava, com recurso à meia distância, reduzir a desvantagem. Contudo, o Marselha conseguiu manter a posse de bola no seu poder, com muitas das investidas a serem travadas por fora de jogo dos homens comandados por Igor Tudor.

O quarto golo dos franceses surgiu por um jogador que conhece bem a realidade portuguesa. Mbemba, ex-defesa do FC Porto, mostrou ter qualidade de drible e, após um remate falhado do colega de equipa, estava no sítio certo para a recarga e aumentar a contagem para o 4-1 final.

O Sporting mantém-se na liderança do grupo, com seis pontos, enquanto o Marselha ainda é último, com três, em igualdade com Tottenham e Eintracht Frankfurt, que jogam a partir das 20h00, na Alemanha.

Onze do Marselha: Pau López, Mbemba, Eric Bailly, Balerdi, Nuno Tavares, Guendouzi, Jonathan Clauss, Veretout, Amine Harit, Cengiz Under e Alexis Sanchez

Onze do Sporting: Adán, Matheus Reis, St. Juste, Gonçalo Inácio, Ricardo Esgaio, Morita, Ugarte, Pedro Gonçalves, Nuno Santos, Marcus Edwards, Francisco Trincão

Suplentes do Marselha: Ngapandouentnbu, Blanco, Gigot, Gerson, Payet, Luis Suárez, Rongier, Pape Gueye, Kaboré

Suplentes do Sporting: Franco Israel, André Paulo, Sotiris Alexandropoulos, Rochinha, Fatawu, Paulinho, Arthur Gomes, José Marsà, Flávio Nazinho

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de