Rio Ave entra em campo com nome dos jogadores em ucraniano

Vila-condenses homenagearam a Ucrânia.

O Rio Ave, que este sábado defrontou e venceu o Penafiel por 2-0, num jogo a contar para a 26.º jornada da II Liga, entrou em campo com os nomes dos jogadores em ucraniano, como forma de apoio ao país que está a ser atacado pela Rússia.

No que ao futebol diz respeito, os vila-condenses foram mais dominadores e eficazes, capitalizando uma expulsão no adversário. Pedro Mendes, aos 25 minutos, colocou a equipa da foz do Ave em vantagem, tendo Ronan, aos 79, apontado o golo que selou o resultado, numa altura em que os penafidelenses jogavam em inferioridade numérica, pela expulsão de Simãozinho, aos 66.

Com este resultado, o Rio Ave cimenta o seu estatuto de candidato à subida de divisão, seguindo no segundo lugar, com 51 pontos, enquanto o Penafiel, que não perdia há três jornadas, mantém-se num tranquilo oitavo posto, com 35.

A formação da foz do Ave começou cedo a impor a sua superioridade no jogo, graças a uma entrada forte materializada em situações de perigo, perante um adversário que nesta fase inicial mostrava-se mais interessado em manter a coesão defensiva.

Um par de remates de Pedro Mendes e um cabeceamento perigoso de Aziz serviram de avisos iniciais dos vila-condenses, que acabaram por não surpreender quando, antes da meia hora, se colocarem em vantagem no marcador.

Numa jogada de envolvência, Pedro Amaral arrancou um cruzamento perfeito para Pedro Mendes, que de cabeça, desviou para o 1-0, aos 25 minutos, castigando a postura retraída do adversário.

O Penafiel só quando se viu em desvantagem abandonou as cautelas, começou a explorar as potencialidades do seu contra-ataque, e na primeira situação de perigo que criou quase resgatou o empate, num desvio de Roberto a uma assistência de Simãozinho, que saiu um pouco ao lado.

O Rio Ave percebeu que tinha de congelar as tentativas de resposta do adversário, e depois de gerir, sem dificuldades, a vantagem até ao intervalo, surgiu no reatamento com balanceamento ofensivo renovado.

Aziz e Fabrice Olinga estiveram, então, perto de ampliar o marcador para os locais, e apesar do Penafiel ainda ter esboçado uma reação, a tarefa dos durienses ficou bem mais complicada, aos 66 minutos, após a expulsão de Simãozinho, com vermelho direto, por entrada imprudente sobre Costinha.

A partir da então o domínio do Rio Ave acentuou-se e foi sem surpresa que os vila-condenses chegaram aos 2-0, já aos 79 minutos, através do recém-entrado Ronan, num cabeceamento a novo cruzamento de Pedro Amaral.

Este segundo tento dos anfitriões foi um golpe demasiado duro para o Penafiel recuperar, e, sentindo dificuldades em ter bola, acabou por se enredar na gestão feita pelo Rio Ave, que fez prolongar o 2-0 até ao final.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de