Ronaldo não ameaçou deixar o Mundial, assegura Federação

Em comunicado, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) destaca o "historial ímpar" que o avançado luso, de 37 anos, tem construído ao serviço da equipa das 'quinas' e em representação do país, salientando que o mesmo "tem de ser respeitado" e "atesta o inquestionável grau de compromisso com a seleção".

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) rejeito esta quinta-feira que Cristiano Ronaldo tenha ameaçado abandonar a concentração da seleção nacional, que se encontra a disputar o Mundial 2022, no Catar, e enalteceu o "inegável grau de compromisso" do capitão.

"Uma notícia divulgada esta quinta-feira dá conta de que Cristiano Ronaldo ameaçou deixar a seleção durante uma conversa com Fernando Santos, selecionador nacional. A FPF esclarece que em momento algum o capitão da seleção nacional, Cristiano Ronaldo, ameaçou deixar a equipa nacional durante o estágio no Catar", refere o comunicado divulgado no sítio oficial do organismo na Internet.

Na mesma nota, a FPF destaca o "historial ímpar" que o avançado luso, de 37 anos, tem construído ao serviço da equipa das 'quinas' e em representação do país, salientando que o mesmo "tem de ser respeitado" e que "atesta o inquestionável grau de compromisso com a seleção".

"Aliás, o grau de entrega do jogador mais vezes internacional por Portugal ficou novamente demonstrado - se necessário fosse - na vitória frente à Suíça, nos oitavos de final do Mundial 2022. A seleção nacional - jogadores, treinadores e estrutura FPF - encontra-se, como desde o primeiro dia, totalmente empenhada e entusiasmada na construção daquela que o país deseja que seja a melhor participação de sempre de Portugal num Campeonato do Mundo", conclui o comunicado da FPF.

No Instagram, Ronaldo garantiu que a equipa se vai manter unida. "Um grupo demasiado unido para ser quebrado por forças externas. Uma nação demasiado corajosa para se deixar atemorizar perante qualquer adversário. Uma equipa no verdadeiro sentido da palavra, que vai lutar pelo sonho até ao fim!", rescreveu.

Portugal garantiu na terça-feira o apuramento para os quartos de final do Mundial 2022, ao golear a Suíça por 6-1, com três golos de Gonçalo Ramos, um de Pepe, um de Raphaël Guerreiro e outro de Rafael Leão, enquanto Akanji reduziu para os helvéticos.

Depois de ter sido titular nos três jogos da fase de grupos, tendo marcado um golo, de grande penalidade, na estreia diante do Gana (3-2), Cristiano Ronaldo foi suplente frente aos suíços, entrando no decorrer do segundo tempo.

De resto, nos 81 jogos em que foi utilizado por Fernando Santos desde que este é selecionador (desde outubro de 2014), esta foi apenas a quarta vez em que Ronaldo foi suplente.

Nos quartos de final, Portugal vai defrontar Marrocos, que eliminou a Espanha, em jogo agendado para sábado, a partir das 18:00 locais (15:00 em Lisboa), no Estádio Al Thumama, em Doha.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de