Sporting vence Famalicão e mantém distância para o FC Porto antes do clássico

Veja os golos. Leões continuam a seis pontos do adversário da próxima sexta-feira, mas não vão poder contar com Porro.

O Sporting recebeu e venceu este domingo o Famalicão por 2-0, mantendo os seis pontos de desvantagem para o FC Porto, adversário que enfrenta na próxima sexta-feira, no estádio do Dragão, onde não vai poder contar com Porro. ​​​​​​

Sarabia, de penálti, e Matheus Reis marcaram os golos leoninos, num jogo em que os famalicenses desperdiçaram um penálti, por Banza. Com este resultado, o Sporting mantém-se no segundo lugar, com 53 pontos, enquanto o Famalicão é 17.º, com 17.

Ainda não se jogava há seis minutos em Alvalade e as bancadas já se preparavam para festejar. Adrián Marín fez falta sobre Paulinho no interior da grande área e André Narciso apontou para a marca dos 11 metros. Sarabia assumiu a marcação, atirou para o meio da baliza e fez o 1-0.

A vencer desde cedo, o Sporting não quis tirar o pé do acelerador e, principalmente por Pote, ia chegando perto da baliza famalicense, mas depois faltava um remate que criasse perigo. Aliás, nessa estatística foi o Famalicão quem levou vantagem para o intervalo, mas não sem alguma confusão.

Em cima do minuto 45, e depois de um pontapé livre marcado sobre o lado direito do ataque famalicense, os visitantes ficaram a pedir penálti de Porro sobre Pêpê e instalou-se a confusão. Alex Nascimento e Feddal saíram amarelados da confusão, André Narciso acabou por ir consultar as imagens do lance e assinalou penálti.

O ponta de lança francês Banza assumiu a marcação do lance, mas não foi feliz: Adán deu-lhe nega e foi para o intervalo com o aplauso das bancadas. Já André Narciso recolheu aos balneários a ser assobiado.

No regresso ao relvado, Rúben Amorim fez alterações na defesa e lançou Ricardo Esgaio para o lugar de Feddal, adaptando Matheus Reis a defesa central sobre a esquerda. E não tardou a haver uma má notícia em Alvalade: Porria via amarelo após falta e ficava fora do clássico de sexta-feira. Para evitar mais perdas, Amorim abdicou de Palhinha aos 59' e lançou Ugarte.

A tranquilidade não demorou a chegar. Matheus Reis aproveitou uma bola que sobrou para a entrada da grande área e, de primeira, atirou para o fundo das redes defendidas por Júnior. Pote sairia logo a seguir, com queixas físicas, para dar o lugar a Tabata, mas a subsituição da noite ainda teria de esperar alguns minutos.

Era a oficialização do regresso. Bastou Slimani ser chamado ao banco para que Alvalade reagisse, e daí a um dos aplausos da noite foram meros momentos. O argelino de 33 anos, com o 9 nas costas, voltava a pisar o relvado de Alvalade ao substituir Pedro Porro.

Sarabia também saía para dar o lugar a Nuno Santos e havia nova reorganização no Sporting: Ricardo Esgaio passava para o corredor direito, Nuno Santos assumia o lado esquerdo. Lá na frente, Slimani e Paulinho pareciam jogar lado a lado, com o português a vir defender junto da grande área do Sporting e o argelino a assumir-se como referência atacante, ambos apoiados por Tabata.

Daí até ao final do jogo foi uma questão de gestão por parte do conjunto de Rúben Amorim, que vai ao Dragão a seis pontos do FC Porto, mas sem Porro.

VEJA AQUI OS PRINCIPAIS LANCES

Onze do Sporting: Adán, Gonçalo Inácio, Coates,​​​​ Feddal, Porro, Palhinha, Matheus Nunes, Matheus Reis, Pote, Sarabia e Paulinho

Onze do Famalicão: Júnior, Riccieli, Penetra, Alex Nascimento, Adrián Marín, Pickel, Pêpê, João Carlos Teixeira, Ivo, Bruno Rodrigues e Banza

O jogo foi arbitrado por André Narciso, assistido por Paulo Brás e Marco Vieira. No VAR esteve Bruno Esteves.

Suplentes do Sporting: Virgínia, Tabata, Slimani, Nuno Santos, Neto, Ugarte, Edwards, Esgaio e Bragança

Suplentes do Famalicão: Zlobin, Queirós, Iván Jaime, Gustavo Assunção, Kadile, Batubinsika, De La Fuente, Jhonder Cádiz e Ibrahim

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de