"Tu consegues." O positivismo de Roger Schmidt pelo jogador que mais utilizou na carreira

A TSF falou com o extremo turco Mehmet Kara, o jogador com mais jogos com Roger Schmidt como treinador. Desde os escalões mais baixos do futebol alemão, até à 2.ª liga na Alemanha, ao serviço do Paderborn.

Ao ouvir o nome de Roger Schmidt, Mehmet Kara tem uma reação imediata e a resposta na ponta da língua. O percurso do extremo turco de 38 anos cruzou-se com o de Roger Schmidt num momento em que o treinador alemão se procurava projetar no futebol profissional. Como resultado quatro temporadas em comum, 138 jogos de Mehmet, 36 golos, e uma época inesquecível no Paderborn.

"Se posso falar sobre Roger Schmidt? Claro que sim, é um prazer", começa por explicar ao telefone à TSF, a partir da Alemanha, Mehmet Kara. "Todos os jogadores o adoram. É sempre correto, duro mas justo. Na minha carreira não tive um treinador melhor do que Roger Schmidt", explica o extremo de 38 anos, atual jogador do VFL Kamen.

Mehmet é ainda o jogador com mais jogos sob o comando de Roger Schmidt na carreira, 138 partidas. "Ele fala com todos os jogadores, não apenas com 11. Fala com os 25 jogadores. E isto não é algo normal no futebol. Quando tens jogadores que simplesmente não jogam, há sempre quem não goste, e por isso é algo que nunca vi com outro treinador. Quem não joga acha sempre que o treinador não presta. Mas não com ele. Todos o adoram", explica.

Da relação que teve com o treinador, Mehmet Kara recorda as palavras de Roger Schmidt nos treinos e nos jogos uma mensagem positiva. "Ele dizia-me, vai no um para um. Vamos lá, tu consegues, tu consegues. Sempre, tu consegues. Nunca o 'não vais conseguir'. Nunca", completa o extremo.

E o que mais pode pedir um extremo a um treinador? "Roger insistia que eu tinha de ir no um para um, no drible (...) Dizia-me, 'estou a apoiar-te, nas tuas costas'. Com outros treinadores, se cometes um erro, já te estão a repreender. Mas não com ele. Dizia-me sempre: 'continua, tu consegues, tu consegues'".

Um conforto que fazia os jogadores às ordens de Schmidt desejarem que o treino nunca terminasse: "Quando ia para os treinos de Roger Schmidt eu tinha um sorriso nos lábios. Não sei se percebem o que quero dizer. Eu estava sempre feliz. Quando o treino terminava ficava com a sensação que, bolas, já terminou. Ia sempre treinar com um sorriso. É tão bom que queres sempre mais, estás sempre satisfeito." E bola está sempre presente, mesmo que exista grande exigência física.

O resultado para Mehmet Kara: 138 jogos com Roger Schmidt entre Münster e Paderborn, 36 golos marcados dos escalões mais baixos do futebol alemão até à 2.ª Liga. O passo necessário antes da saída de Roger Schmidt para o Red Bull Salzburgo.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de