Foz Tua: os vinhos que nasceram da paixão pela região

A localização da vinha acabou por ser fator decisivo.

A paixão pelo Douro levou uma empresa familiar de Barcelos a aventurar-se no mundo dos vinhos como forma de colocar no mapa a região, quase esquecida, da Foz do Tua e de promover produtos de qualidade, afirmando-se como o primeiro produtor a comercializar Vinho do Porto no concelho de Carrazeda de Ansiães.

Tantas vezes o cântaro vai à fonte ... O adágio bem pode aplicar-se ao projeto Foz Tua, que nasceu no concelho de Carrazeda de Ansiães pela mão de entusiastas membros de uma família oriunda de Barcelos: após sucessivas visitas à região, onde o Tua abraça o Douro, decidiram investir na produção de vinhos.

A localização da vinha, na sub-região de Cima Corgo, e de onde se desfruta magnífica panorâmica sobre o rio Douro, acabou por ser fator decisivo na escolha feita.

Na adega, situada a dois passos de estação ferroviária, de onde já não partem, nem chegam os comboios da arrebatadora linha do Tua, hoje amputada dos quilómetros iniciais e com a reabertura adiada, sucessivamente, são produzidos vinhos com um caráter especial, nascidos de um sonho concretizado através de uma aposta forte na mais antiga região demarcada do mundo.

As referências Costureiro, Foz Tua ou Dou Tua constam de um portefólio enriquecido, em 2021, com duas novidades premium no capítulo de Vinho do Porto: um Tawny e um Branco (White) com mais de 40 anos, ambos com edição limitada de 1200 garrafas.

Na gama, destaca-se o Foz Tua Tinto, um DOC Douro produzido a partir das uvas de uma vinha velha e das castas autóctones mais tradicionais da região: Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz.

É um tinto que resultou de pisa em lagar, fermentou em cubas de inox e estagiou em barricas novas de carvalho francês.

Muito concentrado e com taninos bem acentuados, tem um final longo e persistente.

Expressão do "terroir" onde se localiza a vinha, o Dou Tua Tinto apresenta uma cor intensa vermelho-púrpura. Com aromas a fruta vermelha madura, é um vinho equilibrado, denotando frescura e complexidade, com bom potencial de guarda.

Duas castas da região - Rabigato e Viosinho - são a base do Dou Tua Branco, de cor amarelo límpido.

No nariz, apresenta notas de fruta cítrica, e na boca revela frescura e mineralidade.

Costureiro é o topo de gama

Do portefólio de vinhos constam, também, edições limitadas, marcadas por maior exclusividade.

É o caso do Costureiro, com edição numerada e produzido apenas em anos e condições de produção excecionais.

É o topo de gama da marca e revela uma bem conseguida harmonia entre a Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz. Produzido com uvas de uma vinha com 40 anos, Com aroma concentrado de frutos silvestres e notas de café, revela taninos

firmes, mas suaves. e um final longo. Harmoniza na perfeição com queijos curados, enchidos, pratos de caça e de carnes vermelhas e revela um apreciável potencial de guarda.

Aposta na biodiversidade

A produção com base em pequenos lotes e com uma filosofia de intervenção mínima, desde a vinha até à adega, permite à Foz Tua assegurar a desejada qualidade da matéria-prima.

Para atingir esse objetivo, a tecnologia mais avançada e a inovação associam-se aos métodos tradicionais de produção.

As vinhas são geridas de acordo com uma certificação rigorosa, como forma de garantir a sustentabilidade ambiental e a produção de vinhos de qualidade, com características distintas.

Para além dos dois hectares de vinha, localizadas entre os 185 e os 270 metros, a empresa investiu em 1,5 hectares de olival, bem como noutras pequenas produções de fruticultura para "garantir a harmonia e a biodiversidade do terror, explorando o melhor que a terra nos pode oferecer".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de