Ancara diz que Suécia deixa de contar com apoio turco na adesão à NATO

O Presidente turco diz que a Suécia não receberá o apoio do país "se não respeitar as crenças religiosas da República da Turquia ou dos muçulmanos".

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse esta segunda-feira que a Suécia deixará de contar com o apoio do seu país na candidatura à NATO, após Estocolmo ter autorizado a realização de uma manifestação anti-turca no sábado.

"A Suécia não pode esperar o nosso apoio [na adesão] à NATO. Se não respeitar as crenças religiosas da República da Turquia ou dos muçulmanos, não receberá nenhum apoio nosso", garantiu o Presidente turco, que colocou várias condições para aprovar a entrada da Suécia e da Finlândia à Aliança Atlântica, incluindo medidas contra movimentos curdos estabelecidos nesses países nórdicos.

Na sexta-feira, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Turquia já tinha convocado o embaixador da Suécia em Ancara, para protestar contra a autorização de uma manifestação marcada por um grupo extremista para Estocolmo, com o objetivo de queimar o Corão frente à Embaixada turca na capital sueca.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de