"Às vezes, é melhor perder a vida do que perder a liberdade." Brasil permite entrada de não vacinados

O Governo brasileiro, que se diz preocupado com as liberdades individuais, vai permitir a entrada de pessoas não vacinadas no país.

O Brasil decidiu que permite a entrada de pessoas não vacinadas contra a Covid-19. O anúncio acontece numa altura em que várias cidades, incluindo o Rio de Janeiro, cancelaram os festejos da passagem de ano devido à escalada dos contágios com a nova variante da Covid-19, Ómicron.

O ministro brasileiro da Saúde, Marcelo Queiroga, explica que os estrangeiros são todos bem-vindos, e que a única restrição a quem não se vacinou é que terá de fazer quarentena: "Os indivíduos não vacinados que cumpram uma quarentena de cinco dias, e, após essa quarentena, eles realizariam o teste. Sendo o teste negativo, poderiam, no caso dos estrangeiros que venham aqui em turismo, aproveitar todas as belezas desse nosso grande Brasil."

O argumento já tinha sido utilizado pelo Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, conforme declara Marcelo Queiroga. "Nós respeitamos as liberdades individuais. O Presidente ainda há pouco falou: 'Às vezes, é melhor perder a vida do que perder a liberdade.'"

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de