Bombardeamentos russos provocam forte destruição no aeroporto de Dnipro

O governador da região refere que "a pista de descolagem e aterragem foi destruída" e o "terminal está danificado".

O aeroporto da cidade de Dnipro, no leste da Ucrânia, registou "forte destruição" na sequência de dois bombardeamentos russos durante a madrugada desta terça-feira, indicaram as autoridades regionais.

"Durante a noite, o inimigo atacou o aeroporto de Dnipro. Dois ataques. A pista de descolagem e aterragem foi destruída. O terminal está danificado. A destruição é enorme", afirmou o governador da região, Valentin Reznitchenko, numa mensagem divulgada na aplicação de mensagens Telegram.

Dnipro, uma cidade industrial onde vive um milhão de habitantes e por onde passa o rio com o mesmo nome que separa o leste parcialmente pró-russo da Ucrânia e o resto do território, tem sido relativamente poupada pela progressão do exército russo.

No sábado, a cidade foi alvo de bombardeamentos que provocaram pelo menos um morto.

Apesar de a Rússia e a Ucrânia estarem a realizar de negociações -- que devem continuar hoje -- os bombardeamentos não pararam.

Na segunda-feira, o Kremlin levantou "a possibilidade de tomar o controlo total das grandes cidades que já estão cercadas", o que implicaria um grande ataque militar, dada a feroz resistência ucraniana.

A Rússia lançou a 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, um ataque que foi condenado pela generalidade da comunidade internacional, que tem imposto uma série de sanções económicas a Moscovo.

Os combates já mataram pelo menos 564 civis e feriram mais de 982, tendo provocado a fuga de cerca de 4,8 milhões de pessoas, entre as quais 2,8 milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de