Central nuclear de Zaporizhzhia volta a ser alvo de ataques de artilharia

Membros da administração pró-russa declararam que "os militantes [ucranianos] dispararam novamente contra a central nuclear de Zaporijia, a maior da Ucrânia e da Europa".

Novos ataques de artilharia atingiram esta quinta-feira a central nuclear de Zaporizhzhia, com Ucrânia e Rússia a culparem-se mutuamente.

Um membro da administração pró-russa daquela região do sul da Ucrânia, Vladimir Rogov, declarou que "os militantes [do Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky] dispararam novamente contra a central nuclear de Zaporijia, a maior da Ucrânia e da Europa".

A empresa ucraniana que opera a central afirmou que os russos acertaram cinco vezes perto de um depósito de material radioativo.

Zaporijia já tinha sido atacada duas vezes na semana passada, suscitando preocupação da comunidade internacional.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de