Elon Musk oferece-se para comprar o Twitter por 54,20 dólares por ação

O presidente da Tesla tinha adquirido recentemente uma participação de 9,2% no Twitter e agora ofereceu-se para comprar as restantes ações que não possui. Musk sublinha que esta é "a sua melhor e última oferta" e ameaça, em caso de recusa, "reconsiderar a sua posição como acionista" na rede social.

O presidente da Tesla, Elon Musk, que adquiriu recentemente uma participação de 9,2% no Twitter, ofereceu-se para comprar as restantes ações que não possui da empresa pelo preço unitário de 54,20 dólares e tirar a empresa de Wall Street.

Num documento enviado ao regulador da bolsa de valores dos EUA na quarta-feira, Musk precisa que esta é "a sua melhor e última oferta" e ameaça, em caso de recusa, "reconsiderar a sua posição como acionista" na rede social, poucos dias depois de o CEO (presidente executivo) da Tesla ter dito que deixaria de se juntar ao Conselho de Administração da empresa.

A Twitter Inc. disse num registo regulamentar esta quinta-feira que Musk, que atualmente detém um pouco mais de 9% das suas ações e é o maior acionista da empresa, apresentou na quarta-feira uma carta à empresa que continha uma proposta de compra das restantes ações do Twitter que ainda não possui.

Musk ofereceu 54,20 dólares por ação do Twitter.

"Investi no Twitter porque acredito no seu potencial para ser a plataforma de livre expressão em todo o mundo, e acredito que a livre expressão é um imperativo social para uma democracia funcional", diz Musk no documento.

"Contudo, desde que fiz o meu investimento, apercebi-me agora que a empresa não irá prosperar nem servir este imperativo da sociedade na sua forma atual. O Twitter precisa de ser transformado como uma empresa privada", afirmou.

Em resposta, o Twitter anunciou em comunicado "ter recebido a oferta não solicitada e não vinculativa de Elon Musk para adquirir o conjunto das ações ordinárias em circulação da empresa ao preço de 54,20 dólares em numerário", equivalente a um investimento de cerca de 43.000 milhões de dólares (cerca de 40.000 milhões de euros), e tirar a empresa de Wall Street.

"O Conselho de Administração da Twitter vai examinar com atenção a oferta para determinar a linha de conduta que considera melhor servir os interesses da empresa e de todos os acionistas", adianta o grupo.

As ações do Twitter subiram quase 12% antes da abertura do mercado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de