EUA aprovam medicamento eficaz contra a Ómicron

O medicamento da farmacêutica Eli Lilly destina-se a pacientes adolescentes ou adultos com casos de Covid-19 leves a moderados.

O regulador norte-americano da saúde aprovou neste sábado um medicamento de anticorpos contra a Covid-19, destinado a adultos e adolescentes com casos leves a moderados, que mostrou eficácia contra a variante Ómicron.

A Food and Drug Administration (FDA) anunciou neste sábado que o medicamento da farmacêutica Eli Lilly destina-se a pacientes adolescentes ou adultos com casos de Covid-19 leves a moderados.

Segundo a farmacêutica, o contrato para o medicamento 'bebtelovimab' está avaliado em, pelo menos, 720 milhões de dólares (630 milhões de euros).

Este tratamento de anticorpos revelou-se eficaz contra a variante dominante da Covid-19, a Ómicron, e contra a mutação BA.2.

O Governo de Joe Biden comprou 600 mil doses deste medicamento, que serão remetidas às autoridades de saúde para posterior distribuição.

Este "é um passo importante para atender à necessidade de mais ferramentas para tratar pacientes, à medida que novas variantes do vírus continuam a surgir", afirmou a diretora do centro de avaliação e pesquisa de medicamentos da FDA, Patricia Cavazzoni, citada pela agência Associated Press (AP).

A Covid-19 provocou pelo menos 5,78 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de