Passageiros tentam fugir de comboio ameaçado por fogo em Espanha. Onze ficaram feridos

Dada a proximidade das chamas, o maquinista decidiu parar para inverter o percurso. Com medo que o comboio fosse consumido pelo fogo, vários passageiros partiram as janelas e saíram, acabando por ficar cercados pelo incêndio.

Pelo menos onze pessoas ficaram feridas, três delas com gravidade, ao sair de um comboio ameaçado pelas chamas do incêndio de Bejís, no sul de Castellón, em Espanha.

De acordo com a imprensa espanhola, o comboio com 48 passageiros fazia o percurso de Valência para Saragoça, mas, dada a proximidades das chamas, e o perigo que prosseguir o trajeto representava, o maquinista parou a composição para voltar para trás.

No entanto, apesar dos avisos para que ninguém saísse, em aflição, alguns passageiros partiram os vidros e saltaram dos vagões com medo de serem atingidos pelo fogo.

Uma vez do lado de fora, foram surpreendidos pelas chamas. Assim que se viram cercados pelo fogo, voltaram para o comboio, acabando por sofrer queimaduras.

Um dos feridos graves é uma mulher de 58 anos que foi levada de helicóptero para o hospital de Valência.

"O importante agora são as pessoas e prestar atenção [ao que dizem] as autoridades", disse o presidente da Comunidade Valenciana, Ximo Puig, durante a tarde de terça-feira, em Viver, uma localidade próxima de Bejís, que se mantém numa situação "extremamente complicada" devido aos incêndios.

Várias localidades tiveram de ser evacuadas, obrigando a que mais de mil pessoas tivessem de deixar as suas casas, devido à proximidade do incêndio que atingiu uma área de alto valor ecológico, disse a ministra do Interior da Comunidade Valenciana, Gabriela Bravo.

Este fogo, que as autoridades esperam debelar esta quarta-feira, causou também ferimentos a dois bombeiros.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de