"Incentiva atos violentos." Regulador russo restringe acesso ao Instagram

Procuradoria-Geral da Rússia já tinha pedido para o Instagram ser bloqueado no país.

O regulador dos media na Rússia restringiu o acesso ao Instagram esta sexta-feira depois de a Procuradoria-Geral do país ter aberto um processo contra a Meta, empresa proprietária desta rede social, por estarem a permitir apelos à violência contra os russos nas suas plataformas.

"A rede social Instagram incentiva atos violentos contra os cidadãos da Federação Russa, incluindo militares", explicou em comunicado o Roskomnadzor, regulados dos media russo.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já causou pelo menos 549 mortos e mais de 950 feridos entre a população civil e provocou a fuga de 4,5 milhões de pessoas, entre as quais 2,5 milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de