Navalny considerado culpado por fraude. Procuradoria russa pede mais 13 anos de prisão para opositor russo

O opositor russo foi considerado culpado de uma "fraude" que "envolve grandes quantias de dinheiro". A juíza disse estar em causa a "apropriação de bens alheios através do engano e do abuso de confiança".

O dirigente oposicionista russo Alexei Navalny foi considerado, esta terça-feira, culpado de uma "fraude" que "envolve grandes quantias de dinheiro", tendo a Procuradoria pedido uma sentença de 13 anos de prisão.

"Navalny cometeu fraude. Quer dizer: apropriação de bens alheios através do engano e do abuso de confiança", disse a juíza Margarita Kotova, citada pela agência Interfax.

A juíza esteve presente na prisão onde Alexei Navalny se encontra detido desde que regressou à Rússia em janeiro de 2021, depois de ter estado em convalescença num hospital na Alemanha na sequência de envenenamento.

Navalny já está a cumprir uma pena de dois anos e meio numa prisão perto de Moscovo.

O caso de fraude contra o oposicionista que fundou um centro de denúncia anticorrupção na Rússia está a ser julgado desde o ano passado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de