OMS apela a países para que continuem vigilantes face ao aumento de casos de Covid

Os casos reportados "estão mais uma vez a aumentar" no mundo depois de "várias semanas em declínio".

A Organização Mundial de Saúde (OMS) apelou esta quarta-feira aos países para que continuem vigilantes em relação à Covid-19 devido ao aumento do número de novos casos de infeção

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse em videoconferência de imprensa que os casos de Covid-19 reportados "estão mais uma vez a aumentar" no mundo depois de "várias semanas em declínio".

"Estes aumentos estão a ocorrer apesar da redução na testagem em alguns países, o que significa que os casos que estamos a verificar são apenas a ponta do icebergue", avisou, frisando que são esperados "surtos locais contínuos", particularmente "em áreas onde as medidas para prevenir a transmissão foram suspensas".

A líder técnica de resposta à Covid-19 na OMS, Maria Van Kerkhove, especificou que houve um aumento de 8% dos casos globais na semana passada, o equivalente a mais de 11 milhões de novas infeções.

Segundo Maria Van Kerkhove, o aumento de casos deve-se à circulação da sublinhagem BA.2 da variante Ómicron, mais transmissível, ao levantamento de medidas sanitárias, como o uso de máscaras e o distanciamento, que dão ao coronavírus SARS-CoV-2 "a oportunidade de propagar-se", e à cobertura vacinal incompleta em várias partes do mundo.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu, neste sentido, que todos os países "continuem vigilantes": continuem a vacinar, a testar, a sequenciar o vírus que causa a Covid-19, a "prestar cuidados precoces" aos doentes e a "aplicar medidas de saúde pública de bom-senso para proteger profissionais de saúde e o público".

A Covid-19 é uma doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado em dezembro de 2019 na China e que se disseminou rapidamente pelo mundo. Desde 11 de março de 2020 a Covid-19 é uma pandemia.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de