Internado com infeção respiratória, Papa vai ficar "vários dias" no hospital

O Vaticano começou por anunciar que Francisco estaria a realizar exames previamente agendados, mas depois confirmou a infeção respiratória.

O Papa Francisco deu entrada esta quarta-feira num hospital de Roma e cancelou as audiências para os próximos dois dias. Inicialmente, o Vaticano referiu que Francisco estaria a fazer exames previamente agendados, mas depois confirmou que foi diagnosticada uma infeção respiratória.

De acordo com o Vaticano, o Papa Francisco, de 86 anos, terá de ficar "vários dias para o tratamento médico apropriado" no Hospital Universitário Gemelli, onde foi operado em 2021. O porta-voz do Vaticano, Matteo Bruni, informou que o líder da Igreja Católica foi ao hospital fazer exames, depois de queixas de dificuldades em respirar.

Antes da confirmação do Vaticano, o jornal italiano Corriere della Sera noticiou que, segundo relatos do hospital, Francisco chegou de ambulância e "teve problemas cardíacos e respiratórios".

De acordo com o mesmo jornal, o Papa sentiu dores no peito após a audiência geral realizada na Praça de São Pedro e o enfermeiro pessoal aconselhou, "por prudência", a realizar exames.

As audiências papais até sexta-feira foram canceladas, permanecendo a dúvida sobre se Francisco irá participar nas atividades da Semana Santa no Vaticano, que começam no domingo.

Francisco apareceu esta quarta-feira publicamente, aparentemente com saúde, durante a sua audiência geral regular, embora tenha demonstrado trejeitos de dor ao entrar e sair do "Papamóvel".

O Papa teve parte de um pulmão removido quando era jovem, devido a uma infeção respiratória, o que explica a forma como fala, quase sussurrando.

Francisco passou 10 dias no hospital Gemelli após a cirurgia de 2021, para um estreitamento intestinal, que incluiu a remoção de 33 centímetros do seu cólon.

Há mais de um ano que o Papa se socorre de uma cadeira de rodas para se mover, devido a uma tensão nos ligamentos do joelho direito e a uma pequena fratura no joelho.

O Papa não foi operado ao joelho porque não respondeu bem à anestesia geral durante a cirurgia intestinal de 2021.

Notícia atualizada às 19h42

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de