Pelo menos um morto em incêndio em centro comercial em Moscovo

Violação dos padrões de segurança foi apontada como uma potencial origem das chamas.

Pelo menos uma pessoa morreu num incêndio de grandes dimensões, no centro comercial Mega Khimki, no subúrbio de Khimki, a norte de Moscovo, disse esta sexta-feira o Ministério para as Situações de Emergência da Rússia.

O incêndio afeta "uma área de sete mil metros quadrados", anunciou o ministro, Alexandr Kurenkov, na plataforma Telegram.

Os bombeiros conseguiram controlar o incêndio cerca de duas horas e meia depois de ter começado, quando o centro comercial, um dos maiores da Rússia, com uma área de 175 mil metros quadrados, ainda não tinha aberto ao público, indicaram as agências de notícias russas.

Inicialmente, os serviços de emergência russos disseram suspeitar que "um ato criminoso" podia estar na origem do incêndio.

Mas, mais tarde, as agências de notícias russas apontaram também para uma eventual violação dos padrões de segurança como a possível origem das chamas.

O incidente começou num supermercado de materiais de construção, em remodelação, e onde se realizavam trabalhos de soldadura.

"Os trabalhadores não conseguiram apagar as chamas e deixaram o prédio", disse uma fonte dos serviços de emergência à agência oficial de notícias TASS.

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram um incêndio de grandes dimensões e pessoas a fugir de um edifício em chamas em direção a um estacionamento.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de