Reino Unido acredita que Rússia tentará reposicionar-se para nova ofensiva

O mais recente relatório dos serviços de informações militares refere que "as forças terrestres russas continuam a fazer progressos limitados".

O Ministério da Defesa britânico disse esta sexta-feira que "é provável" que a Rússia tente "reposicionar as suas forças para uma nova atividade ofensiva nos próximos dias", que certamente incluirá "operações contra a capital" da Ucrânia, Kiev.

Com base no último relatório dos serviços de informações militares, o ministério refere que "as forças terrestres russas continuam a fazer progressos limitados", uma vez que "os problemas logísticos que impediram o avanço russo persistem, assim como a forte resistência ucraniana".

O relatório considera ainda que é "altamente improvável" que "a Rússia tenha alcançado com sucesso os objetivos inicialmente traçados para a sua invasão".

O Ministério da Defesa britânico aponta igualmente que a Rússia está a mobilizar um maior número de tropas para "cercar cidades-chave" perante a resistência do Exército ucraniano, o que reduz as unidades disponíveis e atrasa o avanço no restante território.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que causou já a fuga de mais de 2,3 milhões de pessoas para os países vizinhos -- o êxodo mais rápido na Europa desde a Segunda Guerra Mundial, de acordo com os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, e muitos países e organizações impuseram sanções à Rússia que atingem praticamente todos os setores, da banca ao desporto.

A guerra na Ucrânia, que entrou hoje no 16.º dia, provocou um número ainda por determinar de mortos e feridos, que poderá ser da ordem dos milhares, segundo várias fontes.

Embora admitindo que "os números reais são consideravelmente mais elevados", a ONU confirmou hoje a morte de pelo menos 549 civis e 957 feridos.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de