Rússia inclui dona do Facebook na lista de organizações extremistas

No final de março, a Meta já tinha sido declarada uma organização extremista por permitir apelos à violência contra cidadãos russos.

A Meta, dona do Facebook, Instagram e WhatsApp, foi incluída pela Rússia na lista de organizações extremistas, anunciou este sábado o Ministério da Defesa.

Segundo as autoridades, a Meta permitiu apelos à violência contra cidadãos russos.

Para a Rússia, a Meta também permitiu que nas redes sociais sob o seu controlo disseminassem informações falsas e "propaganda terrorista".

No final de março, a justiça russa já tinha declarado a Meta como uma organização extremista, tendo ratificado a decisão semanas depois.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de