Taiwan a "preparar-se para a guerra sem procurar a guerra"

China iniciou exercícios militares que, diz a televisão estatal do país, incluem fogo real.

As forças armadas de Taiwan disseram esta quinta-feira que se estão a "preparar para a guerra sem procurar a guerra", momentos após a China ter iniciado as maiores manobras militares da história em torno da ilha.

"O Ministério da Defesa Nacional sublinha que respeitará o princípio de se preparar para a guerra sem procurar a guerra", disse o Ministério da Defesa de Taiwan em comunicado.

A China iniciou hoje os exercícios militares, que incluem fogo real, nas imediações de Taiwan, noticiou a televisão estatal chinesa CCTV.

As manobras militares surgem em resposta à visita da congressista norte-americana Nancy Pelosi a Taiwan, vista como uma grave provocação pela China. Pelosi, líder da Câmara dos Representantes do Congresso dos Estados Unidos é a mais importante responsável norte-americana a visitar a ilha em 25 anos.

O Governo chinês respondeu nos últimos dias com sanções económicas a Taiwan.

Washington tem também um porta-aviões e outro equipamento naval na região.

Pequim reclama a soberania sobre a ilha e considera Taiwan uma província separatista desde que os nacionalistas do Kuomintang se retiraram para a ilha em 1949, depois de perderem a guerra civil contra os comunistas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de