Turistas multados por surfarem no Grande Canal de Veneza

Até nadar nos canais de Veneza é um comportamento punível por lei.

Na manhã de quarta-feira dois turistas decidiram fazer surf no Grande Canal, em Veneza. O mayor da cidade, Luigi Brugnaro, publicou um vídeo do sucedido, comentando que os surfistas são "dois idiotas arrogantes que estão a gozar com a cidade". Cada turista recebeu uma multa no valor de 1500 euros.

Vários moradores filmaram e fotografaram os dois turistas com uma prancha EFoil (prancha de surf elétrica com hidrófilos que é levantada da água), a desviarem-se de um vaporetto (autocarro aquático) e de um táxi sob a Ponte Rialto. Depois, os dois surfistas passaram pela basílica Salute e em seguida decidiram entrar na via principal de Veneza, o Grande Canal, património mundial da UNESCO, rodeado de edifícios históricos.

Luigi Brugnaro publicou o vídeo na rede social Twitter, onde expressa a sua indignação. "Peço a todos que nos ajudem a identifica-los [aos surfistas] para que possamos puni-los (....) para quem os avistar, ofereço um jantar!", lê-se no tweet publicado por Brugnaro.

Mais tarde, o autarca de Veneza fez outro tweet a dizer que a dupla já foi identificada e que "vão ser denunciados como merecem".

As duas pranchas no valor de cerca de 25 mil euros foram confiscadas por não terem seguro e cada turista foi multado na quantia de 1500 euros, por terem colocado em risco a navegação do canal. Além disso, foram imediatamente expulsos da cidade.

Veneza não foi o único destino italiano em que a dupla causou problemas. Nos últimos dois meses, também desceram com uma scooter a escadaria da Piazza di Spagna, em Roma, e andaram por Pompeia com as mesmas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de