Zelensky diz que negociações com ONU e Turquia podem "abrir grandes perspetivas para o futuro"

Presidente da Ucrânia reuniu-se com Erdogan e Guterres em Lviv.

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, acredita que as negociações com a ONU e a Turquia podem "abrir grandes perspetivas para o futuro" da Ucrânia.

"As nossas negociações aqui podem abrir grandes perspetivas para o futuro. Temos discutido os esforços da Ucrânia e os internacionais para combater a crise alimentar global. Há uma necessidade global de aumentar o número de navios que conseguem exportar os alimentos ucranianos", revelou Zelensky numa conferência de imprensa com António Guterres e Erdogan, em Lviv.

Segundo as autoridades turcas, desde início de agosto, 25 navios partiram dos portos ucranianos do Mar Negro carregados de cereais, enquanto outros 18 atracaram em docas ucranianas.

Além do encontro com Guterres, Zelensky reuniu-se em Lviv com o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan. Após os encontros bilaterais, realizou-se uma reunião entre Zelensky, Erdogan e Guterres.

Erdogan viajou para Lviv com os ministros turcos da Defesa, dos Negócios Estrangeiros, da Energia e Recursos Naturais, da Agricultura e Florestas, e do Comércio, bem como o chefe da Organização Nacional de Inteligência.

A Rússia invadiu a Ucrânia a 24 de fevereiro deste ano, desencadeando uma guerra que, ao fim de quase seis meses, não tem ainda perspetivas de terminar.

Desconhece-se o número de baixas civis e militares, mas diversas fontes, incluindo a ONU, têm alertado que será elevado.

A guerra provocou também 12 milhões de refugiados e de deslocados internos. A generalidade da comunidade internacional condenou a Rússia pela invasão da Ucrânia.

A União Europeia e países como os Estados Unidos, o Reino Unido ou o Japão têm decretado sucessivos pacotes de sanções contra interesses russos e fornecido armas à Ucrânia.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de