Cem Soldos por detrás do Bons Sons

Em pouco menos de uma hora, Ana Bento e Bruno Pinto percorrem a aldeia que é o chão do festival. "Os lugares, a história dos lugares, as pessoas que viveram e que ainda vivem cá." Este "áudio-walk" é o percurso sonoro que atravessa os bastidores da aldeia, revelando Cem Soldos ao visitante, para lá do festival.

Em 2019, o percurso foi apresentado ao vivo, e a partir deste ano está gravado e à distância de um QRCode ou de um mapa com auscultadores que guia o olhar e os passos do visitante festivaleiro.

Até segunda-feira, há visitas guiadas, de manhã e à tarde, mas o percurso continua aldeia dentro, em qualquer dia, e a qualquer hora do ano.

Do Lagar do Azeite ao Largo da Aldeia, da Casa da Marília (a mais velha de Cem Soldos) à casa da Maria José Cotrim (a miúda que vendia peixe nas ruas e a quem chamavam "chicharrita"), há um mundo de histórias, de saberes e de sabores, que pode ser palmilhado e descoberto através do percurso sonoro criado e instalado por Ana Bento e Bruno Pinto. A dupla transformou o desafio ao vivo de 2019, num passeio áudio "performativo e poético" sobre a aldeia onde todos os anos há Bons Sons para degustar e servir ao visitante. "O festival é muito intenso", explica Ana Bento, após uma das visitas guiadas que acompanha na estreia do artístico percurso sonoro, que dá a conhecer "o lado mais invisível da aldeia de Cem Soldos" e que habita o lugar todos os dias do ano.

A partir da recolha de testemunho e de muitas conversas, a dupla de criadores de Viseu, encenou um universo sonoro, ora cantado, ora contado, que segue atravessa a pequena aldeia de Cem Soldos, por detrás do Bons Sons. Apresentam as histórias escondidas por entre a História do lugar.

Com visitas guiadas diárias - 11h30 e 17h00 - até segunda-feira, o percurso continua disponível após o festival. "Podem vir cá, de mapa na mão, fazem o percurso, mas também podem fazer à distância, também funciona, mas claro o convite é sempre vir cá, sentir o lugar, e estar presente."

Imagine-se, por exemplo, na Rua das Senhoras, logo a seguir à travessa da junta de freguesia, ou sentado no Largo, perto do chafariz, na Tasca, na Garagem, ou no portão frente à casa dos escuteiros na rua do Poço, onde termina o passeio, e onde Ana Bento canta os versos de Ricardo Reis, que se atravessaram ao caminho: "Segue o teu destino."

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de