Freddie Mercury morreu há 30 anos e BBC2 emite documentário em homenagem ao músico
documentário

Freddie Mercury morreu há 30 anos e BBC2 emite documentário em homenagem ao músico

Freddie Mercury morreu há 30 anos, uma das maiores figuras de sempre da música rock. Para assinalar a data a BBC passa em revista os últimos anos do vocalista dos Queen, num documentário que vai ser emitido esta semana.

O documentário de James Rogan "Freddie Mercury: The Final Act" é uma história comovente sobre um dos músicos mais talentosos de sempre e do legado que ele deixou.

E ao contrário de Bohemian Rhapsody, que não mostrou o lado mais decadente do artista, este documentário centra-se nos últimos 5 anos de vida em que Freddie acabaria por ser derrotado pela doença.

O filme faz uma viagem pelo último concerto dos Queen com Freddie Mercury, até ao tributo que lhe foi feito no Estádio de Wembley, seis meses depois da sua morte, e pelo meio capta os últimos anos de vida de um monstro de palco transformado num frágil ser humano infectado com HIV.

Veja aqui a atuação de Seal no Freddie Mercury Tribute Concert em Wembley:

O documentário que assinala os 30 anos da morte de Freddie Mercury apresenta novas entrevistas com muitos dos que eram mais próximos do músico, como o guitarrista Brian May e o baterista Roger Taylor, assim como Kashmira Bulsara, a irmã de Freddie.

Mas este filme da BBC2 vai para além da música e ouve também aqueles que sofreram o impacto da SIDA na década de 80, como médicos, sobreviventes, ou ativistas dos direitos humanos.

No trágico rescaldo da morte do músico, os seus companheiros de banda começaram a planear um concerto que haveria de ficar para a história da música rock. Abordaram dezenas de artistas como Elton John, David Bowie ou Axl Rose, todos aceitaram e o Freddie Mercury Tribute Concert foi assistido em Wembley por 70 mil pessoas e visto na televisão por muitos milhões.

Recorde a homenagem de Elton John e Axl Rose a Freddie Mercury em 1992:

Freddie Mercury lutou secretamente durante cinco anos contra o HIV, uma doença que matava milhões intensificando a homofobia.

Todo o mundo já suspeitava, mas só na véspera da sua morte Freddie decidiu revelar o seu estado de saúde. "Ele não queria ser alvo de piedade ou escrutínio e no espaço de 24 horas, foi-se. Foi provavelmente o timing perfeito, afirmou o baterista Roger Taylor.

Neste documentário é também entrevistada Anita Dobson, a mulher de Brian May, amiga de longa data do músico, a quem ele disse um dia: "Quando já não conseguir cantar, morrerei".

"The Show Must Go On" agora em documentário. O músico britânico Freddie Mercury morreu há três décadas aos 45 anos. O documentário centrado no artista passa este sábado à noite na BBC 2.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de