Presos num Buraco, como no Chile, Cantam, um musical obscuro.

Subterrâneo - Um Musical Obscuro, parte da história do 33 homens presos na Mina de San José, no Chile.

Podia ser a história do resgate, dos dois meses que estiveram presos numa gruta, do resgate, mas Alex Cassal, é uma das vozes deste musical obscuro, uma conceção, entre os portugueses da Companhia Má Criação e os brasileiro do grupos Foguetes Maravilha e Dimenti. Fechados num buraco, cantam, e contam histórias uns aos outros.

Um musical com esta ideia de buraco, isolamento e depois o titulo, subterrâneo, um musical obscuro, pode ter variadas leituras, em cena muitas vezes há uma escuridão total Alex Cassal quis criar uma ferramenta que pudesse dar a mesma sensação de estar numa caverna escura.

histórias que vão sendo contadas, cantadas, e aqui, a música coloca o teatro muito mais perto da rádio, porque muitas vezes, não se vê, por falta de luz, mas as vozes estão lá, a música fez todo o sentido.

Aí está um musical obscuro, que junta homens e mulheres, enquanto na mina chilena só havia homens, aqui nesta escuridão há por momento o brilho de um fósforo, uma lanterna ou um lampião, estamos num subterrâneo, num buraco, e cantamos as ideias.

CONCEÇÃO Alex Cassal e Paula Diogo DRAMATURGIA Alex Cassal e Felipe Rocha ENCENAÇÃO Paula Diogo e Renato Linhares COM Alegria Gomes, Cláudia Gaiolas, Crista Alfaiate, Fábio Osório Monteiro, Felipe Rocha, João Lopes Pereira, Marco Mendonça, Renato Linhares e Yaw Tembe DIREÇÃO MUSICAL / MÚSICA ORIGINAL Felipe Rocha DESENHO DE LUZES Tomás Ribas ASSISTÊNCIA DE LUZ André Boneco ESPAÇO CÉNICO F. Ribeiro ASSISTÊNCIA DE CENOGRAFIA Saulo Silva FIGURINOS José António Tenente DESENHO DE SOM Sérgio Henriques ASSISTÊNCIA DE SOM Francisco Serrano e Gonçalo Carlos APOIO DRAMATÚRGICO Joana Frazão DIREÇÃO DE PRODUÇÃO Paula Diogo e Daniela Ribeiro PRODUÇÃO EXECUTIVA Carlos Alves, Ana Barros e Fábio Osório Monteiro DIFUSÃO E COMUNICAÇÃO Carlos Alves FOTOGRAFIA João Tuna PRODUÇÃO Má-Criação, Dimenti e Foguetes Maravilha COPRODUÇÃO São Luiz Teatro Municipal RESIDÊNCIA DE CO-PRODUÇÃO O Espaço do Tempo e Centro de Experimentação Artística do Vale da Amoreira/Moita PARCEIRO CAMPUS Paulo Cunha e Silva APOIO À DIVULGAÇÃO Antena 2 APOIO O Rumo do Fumo AGRADECIMENTOS António Santos (Brassfeelings), Eduardo Lála, Filipe Melo, Galeria Zé dos Bois, Marcelo Evelin, Mariana Ricardo, Pedro Lacerda, Stella Rabello, Tânia Afonso, Vanda Cerejo PROJETO FINANCIADO POR República Portuguesa - Cultura / Direção Geral das Artes /// A Má-Criação é uma estrutura apoiada pela Câmara Municipal de Lisboa e acolhida pelo Alkantara /// Paula diogo é uma artista apoiada pela apap - FEMINIST FUTURES, um projeto cofinanciado pelo Programa Europa Criativa da União Europeia

Subterrâneo - Um Musical Obscuro, estreia amanhã no Teatro S.Luiz em Lisboa, e fica de quarta a sexta às 20h00, sábado, último dia, às 16h00 e também às 20h00.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de