"Teremos significativas medidas de redução da carga fiscal"

O ministro das Finanças confirmou o desdobramento do 3.º e 6.º escalões de IRS na proposta de Orçamento do Estado para 2022.

O ministro das Finanças, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que a proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) integra "significativas medidas" de redução da carga fiscal.

"Teremos significativas medidas de redução da carga fiscal e na dimensão dos aumentos das pensões que vão ser realizadas", disse durante a conferência de imprensa de apresentação da proposta do OE2022, no Ministério das Finanças, em Lisboa.

Em termos fiscais, a nova proposta do OE confirma o desdobramento do 3.º e 6.º escalões de IRS, alargando o seu número de sete para nove, e mantém inalterados os limites dos restantes escalões e também o aumento do apoio para o segundo filho, que permite uma dedução à coleta do IRS de 900 euros/ano a partir do segundo filho até aos seis anos.

O ministro das Finanças entregou esta quarta-feira no parlamento, pelas 13h10, a proposta de Orçamento do Estado para 2022, a primeira do terceiro executivo liderado por António Costa e que é suportado por uma maioria absoluta do PS na Assembleia da República.

A proposta de Orçamento do Estado para 2022 vai ser debatida na generalidade na Assembleia da República nos próximos dias 28 e 29, estando a votação final global marcada para 27 de maio.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de