Veja aqui as simulações dos novos escalões do IRS

Governo aponta para 1,5 milhões de agregados abrangidos pela medida. Simulações da EY mostram impacto quase nulo em salários de mil euros. Ordenados de 10 mil podem ganhar 400 por ano.

O redesenho dos escalões do IRS abrangerá mais de um milhão e meio de agregados com rendimento coletável superior a 10.736 euros.

A garantia é do governo, que no relatório do Orçamento do Estado para 2022 escreve que "a avaliação das revisões dos escalões de IRS ocorridas entre 2018 e 2022 permite concluir que os contribuintes com rendimentos anuais entre os 10 e os 25 mil euros foram aqueles que mais beneficiaram em função do seu nível de imposto a pagar (com ganhos entre os 10% e os 13%)", acrescentando que "em termos de redução do valor absoluto do imposto a pagar, os contribuintes com maior redução de IRS situam-se entre os 15 e os 45 mil euros de rendimentos anuais, chegando a redução de imposto a superar os 600 euros para agregados com dois sujeitos passivos e rendimentos brutos anuais entre os 25 e os 40 mil euros".

A EY foi mais longe e calculou um conjunto alargado de simulações que pode consultar aqui.*

A análise mostra que o impacto da alteração aos escalões do imposto começa de forma tímida nos salários de mil euros, que ganham menos de 1 euro líquido por ano. Salários mensais de 1300 euros já poderão alcançar vantagens de 135,50 euros anuais.

Como sempre acontece no IRS, o valor apurado depende também de outros fatores, como o estado civil e o número de filhos.

O acréscimo no salário líquido anual vai crescendo com os escalões. Um salário ilíquido de cinco mil euros pode aspirar a uma melhoria anual de 403,58 euros.

A EY nota que as "simulações foram efetuadas com base nas regras fiscais em vigor à data de preparação dos cálculos e visam quantificar a poupança fiscal, decorrente da Proposta do Orçamento de Estado para 2022, para sujeitos passivos que obtenham exclusivamente rendimentos da Categoria A". E acrescenta que "nos cenários de sujeitos passivos casados, dois titulares de rendimentos, estamos a assumir que ambos auferem exatamente o mesmo montante de rendimento anual".

*Pressupostos dos cálculos EY:

1 - As presentes simulações foram efetuadas com base nas regras fiscais em vigor à data de preparação dos cálculos e visam quantificar a poupança fiscal, decorrente da Proposta do Orçamento de Estado para 2022, para sujeitos passivos que obtenham exclusivamente rendimentos da Categoria A.

2 - A remuneração atual considerada corresponde a 14 meses do rendimento bruto mensal.

3 - Nas presentes simulações, nos cenários de sujeitos passivos casados, dois titulares de rendimentos, estamos a assumir que ambos auferem exatamente o mesmo montante de rendimento anual.

4 - As simulações foram efetuadas considerando exclusivamente as deduções por dependentes (assumindo filhos com idades superiores a 6 anos) e sem considerar quaisquer outras deduções à coleta.

5 - O rendimento líquido foi apurado da seguinte forma: rendimento bruto - contribuições para a Segurança Social (11% do rendimento bruto) - IRS a pagar.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O OE2022

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de