Marcelo quer ouvir Montenegro sobre regionalização e vai receber Liga dos Bombeiros

Presidente da República lembrou que a regionalização é uma matéria que exige consenso.

O Presidente da República quer ouvir atentamente o líder do PSD, Luís Montenegro, sobretudo sobre a questão da regionalização. No dia em que assumiu funções, o social-democrata disse estar contra a realização de um referendo sobre a regionalização em 2024, considerando que esta não é a melhor altura em termos nacionais e internacionais.

À chegada a Lisboa, vindo do Brasil, Marcelo lembra que esta é uma matéria que exige um consenso e o PSD é uma peça importante para uma solução.

"Vou tentar perceber, sobretudo, a posição sobre a regionalização porque o que percebi do discurso é que o PSD não está disponível para um acordo que conduza, nos anos mais próximos, a um referendo. Como sabe, é uma matéria que exige um consenso muito amplo, foi assim que foi pensada na revisão constitucional de 1997. Vamos ver o que o PSD diz. Tem de ficar claro que, não havendo regionalização, tem de se apostar na descentralização, que é um processo que está em curso, vai ter sequência nos tempos imediatos e o PSD tem muita importância porque tem um grande peso no número de autarcas, logo a seguir ao Partido Socialista", explicou Marcelo.

O chefe de Estado retoma, às 17h, a agenda oficial com uma audiência no Palácio de Belém com o novo líder do PSD.

Marcelo vai receber Liga dos Bombeiros nos "próximos dias"

O Presidente da República foi ainda questionado sobre o pedido de audiência que a Liga dos Bombeiros Portugueses lhe vai solicitar para falar dos efeitos do encerramento das urgências, das ambulâncias das corporações e dos pedidos de escusa de responsabilidade em incêndios florestais apresentados por dezenas de comandantes de bombeiros e assegurou que dará resposta positiva ao pedido.

"A minha ideia é marcar uma audiência para os próximos dias. Até agora preparámo-nos, mas tivemos sorte com os meses de maio e junho. Agora vai aquecer, vamos ver. Vou recebê-lo nos próximos dias", revelou o Presidente.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de