Na Festa do Pontal, Passos Coelho pede ao PSD para "preparar uma alternativa de governo"

O ex-primeiro-ministro garante que vai continuar afastado da vida política.

Depois de dois anos sem se poder realizar, por causa da pandemia, o PSD volta a realizar a Festa do Pontal, em Quarteira. Na primeira vez de Luís Montenegro enquanto líder do partido, foi a presença do antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho que se destacou na abertura das portas.

"Eu venho à festa do Pontal, que é uma festa muito especial na vida do PSD. Felizmente as circunstâncias agora permitem que se possa reeditar. Felizmente isso coincide com o início de um novo ciclo político. O PSD tem uma nova liderança, tem pela frente a possibilidade de liderar a oposição e, em simultâneo, de preparar uma alternativa de governo que o país vai precisar, seguramente", disse o antigo líder social-democrata à chegada.

Passos Coelho foi recebido com aplausos em Quarteira e considera que Luís Montenegro tem todas as condições para liderar um governo.

"Vim aqui, na prática, dar um abraço ao Luís Montenegro, com quem não pude estar na altura da sua eleição, para lhe transmitir aquilo que ele sabe. Que lhe desejo a melhor sorte do mundo, porque também é preciso ter um bocadinho sorte nestas coisas. Mas sei que ele fará também boa sorte, porque é uma pessoa muito bem preparada, muito competente e que eu sei que vai estar à altura das exigências que o PSD vai enfrentar", complementa o ex-primeiro-ministro, garantindo que eta é uma visita excecional e que continuará afastado da vida política.

Luís Montenegro chegou pouco depois à Festa do Pontal e pediu o apoio de todos: "Este é um grande momento para o Partido Social Democrata, mas é sobretudo um grande momento para Portugal. Vamos, a partir de agora, levar este nosso projeto de intervenção político à vida das pessoas e vamos contar com todos."

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de