PS e PSD desentendem-se sobre audição da ministra da Defesa: "Só falta fechar o Parlamento"

Sociais-democratas queriam ouvir Helena Carreiras sobre um pedido feito pela GNR à Frontex para patrulhar o mar dos Açores.

O PS chumbou a audição da ministra da Defesa no Parlamento que serviria para ouvir Helena Carreiras sobre um pedido da GNR à Frontex que, alegadamente, causou "mal-estar" à Força Aérea e à Marinha. Os socialistas acusam o PSD de querer jogar no "campeonato dos requerimentos rejeitados", enquanto os social-democratas dizem que ao PS "só falta fechar o Parlamento".

De acordo com o Diário de Notícias (DN), a GNR pediu um avião para patrulhar o mar dos Açores, sem o conhecimento das autoridades portuguesas.

O PSD queria ouvir a ministra, mas os socialistas lembram que Helena Carreiras já tem de ir o Parlamento prestar declarações no âmbito do Orçamento do Estado e remetem mais esclarecimentos para o ministro da Administração Interna.

"O PSD parece estar a contribuir para a estatística ou para o campeonato dos requerimentos que merecem ser rejeitados. O PSD sabe bem que a ministra vem ao Parlamento prestar esclarecimentos sobre o Orçamento", disse Francisco César, acusando ainda os social-democratas de "serem alarmistas".

Na resposta, o deputado social-democrata Jorge Paulo Oliveira "não aceita" as críticas dos socialistas e garante que o único objetivo "é o devido escrutínio" do Governo.

"Não podemos contemporizar com a afirmação do deputado do PS, de que o devido escrutínio da Assembleia da República pode ser um ato alarmista. Não conseguimos. Quando o PS acha que quem exerce o seu dever de fiscalizar é alarmista, acho que está tudo dito", atirou.

Jorge Paulo Oliveira acrescentou que, da parte do PS, "só falta mesmo fechar o Parlamento".

O DN escreve que o pedido, alegadamente, provocou mal-estar na Marinha e na Força Aérea, que têm meios de vigilância no mar dos Açores, mas não receberam qualquer pedido de apoio.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de