Montenegro expressa "profundo pesar" pela morte de Adriano Moreira. "Deixa-nos um legado riquíssimo"

O líder do PSD expressa "profundo pesar e solidariedade" pela morte do antigo presidente do CDS.

O líder do PSD, Luís Montenegro, manifestou pesar pela morte de Adriano Moreira, assinalando que o antigo presidente do CDS "foi um 'grand seigneur' da academia e da política portuguesa".

"Deixa-nos um legado riquíssimo de pensamento sobre valores e princípios sociais", sublinhou o presidente do PSD, numa mensagem partilhada nas redes sociais, onde expressou à sua família e ao CDS "profundo pesar e solidariedade".

Também Rui Rio deixou uma mensagem de homenagem a Adriano Moreira, enaltecendo-lhe a "integridade", o "conhecimento" e "valia intelectual sempre me impressionaram". " Fui seu contemporâneo no Parlamento, e, mesmo havendo nessa altura personalidades de elevada qualidade e respeitabilidade na AR, ele sempre se distinguiu", assinala o ex-líder do PSD.

Adriano Moreira foi ministro do Ultramar no período da ditadura e antigo presidente do CDS, tendo completado 100 anos em setembro. A notícia da sua morte foi avançada pelo Diário de Notícias e, posteriormente, confirmada à TSF por Nuno Melo.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de