Alfândega e Aliados vão ser fan zones de Manchester City e Chelsea no Porto

Estão previstos constrangimentos de trânsito a partir das 15h30 deste sábado. Adeptos com bilhete iniciam viagem para o Dragão às 16h00. Bares e restaurantes fecham mesmo às 22h30.

Os adeptos do Manchester City e do Chelsea, que disputam a final da Liga dos Campeões este sábado, no Porto, vão estar divididos em duas fan zones, uma na Alfândega do Porto e outra na Praça dos Aliados, explicou esta sexta-feira a PSP em conferência de imprensa conjunta com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a câmara municipal do Porto (CMP).

O Ministério da Administração Interna e a PSP têm como prioridade "garantir a segurança do jogo e de todos os que vivem e visitam o Porto", explicou a superintendente Paula Penedo. As duas zonas de adeptos vão funcionar em duas modalidades distintas e "têm capacidade para receber os seis mil adeptos de cada equipa": os do Manchester City na Alfândega e os do Chelsea nos Aliados, sem misturas.

Entre as 8h00 e as 18h00, apenas os adeptos com bilhete válido para o jogo e com apresentação obrigatória de certificado de teste PCR negativo vão poder aceder ao espaço delimitado.

Estes adeptos seguem depois para o estádio do Dragão, a partir das 16h00, por meio de autocarros, acompanhados pela PSP e em caixa de segurança.

Terminado o encaminhamento destes adeptos para o estádio, as fan zones devem abrir-se, a partir das 18h30, aos adeptos ingleses sem bilhete para o jogo e com comprovativo de teste PCR negativo obrigatório. Estes adeptos vão poder assistir ao jogo em ecrãs gigantes montados nos espaços e estarão autorizados a consumir "bebidas fermentadas em copo de plástico".

O consumo de álcool na via pública está proibido em Portugal mas, a título temporário, estes fan meeting points - que serão "vedados e de acesso controlado e restrito aos adeptos dos respetivos clubes" - não serão "considerados via pública ou zonas de acesso público" e todos os adeptos que queiram aceder aos mesmos - com ou sem bilhete - serão sujeitos a revista.

A PSP apelou ainda ao cumprimento das regras em vigor no país: uso de máscara, distanciamento social e consumo moderado de álcool. Estão previstos constrangimentos de trânsito na Rua Nova da Alfândega e na Avenida dos Aliados a partir das 15h30.

Nesta conferência de imprensa, tanto a PSP como a vereadora do Desporto e Juventude da CMP, Catarina Araújo, reforçaram ainda que "não há regime de exceção para o alargamento dos horários em bares e restaurantes", o que significa que estes estabelecimentos encerram às 22h30, ao contrário do que era defendido pela Associação de Bares da Zona Histórica do Porto.

Sobre o que tem sido observado, durante as últimas horas, no Porto, a PSP explica que os adeptos já na cidade "são livres de frequentar as esplanadas". Questionada sobre a pouca utilização de máscara por parte dos adeptos ingleses, a superintendente Paula Penedo assinalou que a polícia "sensibiliza as pessoas para que a usem" mas, uma vez que estão muitas vezes a comer ou beber, podem "não o fazer".

O policiamento "é adequado ao número de pessoas que nos vão visitar", garantiu também a PSP, cujo dispositivo de segurança recebeu "reforços de todo o país".

A FPF assinalou que a preparação desta final "tem sido um sprint" e agradeceu à UEFA a "confiança em Portugal pelo segundo ano consecutivo".

"Normalmente o processo de organização de uma final demora um ano e meio. Tivemos cerca de três semanas", notou Carlos Lucas. "Queremos dar uma boa imagem do país."

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de