Distribuidor de tabaco raptado, ameaçado com armas e agredido

Homem foi hospitalizado depois de ter sofrido agressões numa zona isolada e o caso está agora entregue à Polícia Judiciária.

O funcionário de uma empresa de distribuição de tabaco foi raptado, ameaçado com uma pistola e agredido por um grupo de assaltantes. O crime ocorreu na manhã desta segunda-feira, em Santarém, e terminou com os maços de tabaco roubados e o condutor da viatura hospitalizado. A Guarda Nacional Republicana (GNR) foi o primeiro órgão de polícia criminal a chegar ao local, mas é a Polícia Judiciária (PJ) que está a tentar identificar e localizar os quatro autores do assalto.

De acordo com o JN, foi pelas 11h45 que o funcionário da empresa de distribuição foi abordado por quatro homens armados, quando percorria a Rua Tenente-Coronel Fernando Salgueiro Maia, em Póvoa de Isenta, Santarém. Os ladrões, rapidamente, apontaram as pistolas ao condutor da carrinha carregada de tabaco, para o obrigar a rumar em direção a um local ermo existente nas imediações.

Já no meio do monte, o funcionário foi agredido violentamente, para que não tentasse impedir o grupo de transferir todos os maços de tabaco da carrinha da distribuidora para a mala de um Audi A4, de cor preto. E foi já ferido que viu os quatro homens abandonarem o local.

Pouco depois, a vítima conseguiu pedir ajuda e a GNR deslocou-se, de imediato, para o local. No entanto, devido à natureza violenta do crime cometido, o caso passou para a Polícia Judiciária que tenta, agora, identificar os autores do roubo.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de