Dois aviões gregos empenhados no combate ao incêndio em Samardã

Fogo já afetou cerca de 4500 hectares de terreno no distrito de Vila Real.

Os dois aviões que a Grécia emprestou a Portugal para auxílio ao combate aos incêndios já estão a participar no combate que esta manhã tem sido travado em Samardã, no distrito de Vila Real, revelou em conferência de imprensa o comandante André Fernandes, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

"Já estão a ser empenhados no incêndio em Samardã, Vila Real. Espera-se que durante o dia continuem essa operação ou, caso se justifique, noutro incêndio que tenha outra dimensão", adiantou.

Este incêndio, que também afeta o Parque Natural do Alvão, já queimou "cerca de 4500 hectares", um valor que, ressalvou, é para já apenas uma estimativa.

Questionado sobre as dificuldades sentidas no combate a este incêndio, que se desenvolve numa área de parque natural, André Fernandes citou as "condições meteorológicas e a carga combustível existente", bem como a "inconstância e intensidade do vento".

De acordo com o site da Proteção Civil, há 465 operacionais empenhados neste combate, apoiados por cinco aeronaves.

Além deste incêndio, há outras duas ocorrências ativas que envolvem um total de 600 operacionais e 11 aeronaves.

Nos últimos três dias foram registadas 215 ignições, sobretudo nos distritos de Porto, Braga, Vila Real, Lisboa e Viseu.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de