Guimarães pede reforço da segurança após desacatos com adeptos do Hajduk Split

À TSF, o presidente da câmara de Guimarães revela que falou com o ministro da Administração Interna para pedir "um reforço policial" na cidade.

O presidente da câmara de Guimarães pede o reforço da segurança na cidade, na sequência dos incidentes de terça-feira à noite com adeptos do Hajduk Split.

Em declarações à TSF, Domingos Bragança disse que os maiores danos foram mesmo para a imagem da cidade berço. Mesmo assim, o presidente da câmara já fez um pedido ao ministro da Administração Interna.

"Estive a falar com o senhor ministro José Luís Carneiro e solicitei-lhe que haja um reforço policial nas forças distritais e da zona Norte e também das forças especiais de polícia, porque as forças locais têm muita dificuldade para situações destas, muito específicas, num ambiente desportivo, de criminalidade desportiva", afirma o autarca, sublinhando a necessidade de apoio, tanto das forças policiais especiais, como do SEF. "Estamos a falar exatamente de cidadãos oriundos de outros países europeus, nomeadamente da Croácia."

Vários adeptos do clube de futebol croata Hajduk Split arremessaram na noite de terça-feira cadeiras e tochas no centro histórico de Guimarães, no distrito de Braga, tendo a Polícia de Segurança Pública (PSP) identificado 154 pessoas.

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, o Comando Distrital de Braga da PSP confirma ter recebido queixas sobre "aproximadamente 100 indivíduos" a "causar distúrbios", incluindo "arremesso de mobiliário de esplanadas e deflagração de artefactos pirotécnicos" por volta das 22h30 de terça-feira.

A PSP diz que os adeptos abandonaram depois Guimarães em cinco autocarros com destino ao Porto.

"Após estarem reunidas todas as condições de segurança", a PSP abordou os autocarros e identificou 122 cidadãos croatas, 23 portugueses e nove adeptos de outras nacionalidades, tendo ainda apreendido "um pote de fumo, uma soqueira e um passa-montanhas".

A PSP sublinhou ainda que, "até ao momento, não foram reportados danos significativos nos estabelecimentos, feridos ou apresentadas denúncias criminais".

Vídeos publicados nas redes sociais dão conta de tochas arremessadas para o espaço público e contra edifícios na rua Alfredo Guimarães, entre o Largo da Oliveira e o Museu de Alberto Sampaio, ouvindo-se sons de vidros a partir. Em fotografias também publicadas veem-se esplanadas danificadas.

Após a derrota da primeira mão, por 3-1, na Croácia, o Vitória de Guimarães recebe esta quarta-feira o Hajduk Split, para a segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, agendado para as 17h00, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

PSP garante reforço da segurança esta quarta-feira

O comissário da PSP, Vítor Silva, referiu, em declarações as jornalistas, que "a PSP - Comando Distrital de Braga recebeu através do 112 uma chamada telefónica pelas 22h30 a identificar cerca de 100 adeptos croatas que se estavam a organizar nas imediações do Centro Histórico de Guimarães".

Com o passar dos minutos, o comissário revelou que as chamadas se foram intensificando e "seguiram os conselhos da população" para começar a monitorizar cerca de "100 a 150 adeptos" do Hajduk Split, que queriam "causar o caos" em Guimarães.

"Esses adeptos, com a presença da polícia, começaram a fugir e saíram da nossa cidade", distribuídos em cinco autocarros. Quando intercetaram o grupo, as forças policiais queriam que a operação fosse feita "numa zona mais confortável, para uma abordagem segura e não pusesse em causa terceiros". A PSP identificou 122 croatas, alguns portugueses e estrangeiros.

No Centro Histórico da cidade minhota, registaram-se "alguns danos, mas irrelevantes, nas esplanadas e não há pessoas feridas", garante o comissário Vítor Silva. "Nós temos connosco polícias croatas, não houve falhas de comunicação, e estamos a falar de um grupo de adeptos que está habituado a fazer este tipo de abordagens, aconteceu em Guimarães, mas podia ter acontecido noutra."

O Vitória SC tem encontro marcado com o Hadjuk Split ao final da tarde desta quarta-feira e a PSP já reforçou, entretanto, o dispositivo de segurança e garante que está preparada para eventuais confrontos que possam ocorrer.

* Notícia atualizada às 12h15

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de