Marcelo entra sem convite no debate da rádio, Eunice Muñoz internada e outros destaques TSF

Nesta quinta-feira, o grande debate entre os líderes partidários com assento parlamentar, ouvido na antena das rádios TSF, Antena 1 e Renascença, levantou novas dúvidas e esclareceu pontos de "fissura" e de convergência. Mas o internamento de Eunice Muñoz, o regresso de Jerónimo de Sousa à campanha e uma descoberta promissora para o diagnóstico de doenças raras, que tem dedo português, são também destaques desta manhã.

Costa sintonizou maioria absoluta no debate das rádios, que decorreu esta quinta-feira, numa iniciativa conjunta entre TSF, Antena 1 e Rádio Renascença. Se perdeu o embate entre os líderes dos partidos com assento parlamentar - à exceção de Rio e Ventura, que recusaram estar presentes -, pode assistir aqui, na íntegra.

Marcelo entrou no debate sem mesmo ser convidado. O secretário-geral do PS sacou da 'carta Marcelo' para pedir maioria absoluta e lembrou os "limites" de Soares a Cavaco. "Quem é que acredita que com um Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa uma maioria do PS podia pisar a linha?", perguntou Costa. Conheça aqui todos os temas que estiveram em foco no debate.

Uma "fissão nuclear" à esquerda e a possibilidade anunciada de uma "ecogeringonça". A energia nuclear espoletou um momento de crispação entre possíveis parceiros, e foi um dos grandes agitadores de águas. Compreenda porquê, aqui.

A hipótese de submeter a eutanásia a referendo foi o único ponto consensual entre os partidos, como pode ler aqui.

Pode ler ou reler o acompanhamento, ao minuto, de cada uma das intervenções no debate, bem como as reações dos líderes dos partidos com assento parlamentar presentes, neste compêndio, que a TSF preparou para si.

Esta quinta-feira fica também marcada pela hospitalização da atriz Eunice Muñoz, com um diagnóstico ainda incerto, mas com uma alta probabilidade de ter "líquido nos pulmões". Saiba tudo aqui.

Jerónimo de Sousa, que também foi internado para uma cirurgia a uma estenose na carótida, deve voltar à estrada na próxima quarta-feira. A TSF dá-lhe conta da evolução do quadro clínico do líder do PCP, aqui.

Após a campanha, a ida às urnas. Francisca Van Dunem revelou que os eleitores em confinamento "irão votar no período entre as 18h00 e as 19h00", e salientou que o Governo recomenda que os não confinados votem até às 18h00. Pode ler aqui as regras a respeitar no ato eleitoral.

Trata-se de um avanço científico que coloca em causa as bases da vida. Um estudo que envolve cientistas do Instituto Gulbenkian de Ciência e do Algarve Biomedical Center prova que certos "erros" na divisão das células não são, afinal, incompatíveis com a vida e abrem uma nova esperança no diagnóstico de doenças raras. Conheça os contornos desta investigação, com marca portuguesa, aqui.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de