Ministros encabeçam listas do PS, a queixa dos antigos mineiros contra Estado e outros destaques TSF

Também para ler ao meio-dia, a providência cautelar do Livre contra as televisões por excluírem os partidos dos debates da pré-campanha eleitoral, a petição contra a prospeção mineira em Viseu, o "sucesso" do programa Simplex e a possível extradição de Julian Assange.

Sete dos 19 ministros são cabeças de lista do PS para as legislativas de 30 de janeiro de 2022. Marta Temido, Tiago Brandão Rodrigues e Ana Mendes Godinho voltam a ser apostas para liderar círculos eleitorais. Em Lisboa, António Costa deve voltar a liderar a lista à Assembleia da República (AR), num círculo eleitoral que elege 48 deputados. A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva fica com um dos primeiros lugares. O ministro dos Negócios Estrangeiros não desmente voltar a ser cabeça de lista fora da Europa. Augusto Santos Silva afirmou, em entrevista à TSF, que teria "muita honra" caso essa seja a decisão da Comissão Política Nacional do PS.

O Livre vai apresentar uma providência cautelar contra as televisões por excluírem os partidos dos debates da pré-campanha para as eleições legislativas de janeiro de 2022. Em declarações à TSF, o dirigente do partido, Rui Tavares, considerou que "a única maneira que alguém tem de reagir quando é cometida uma injustiça, quando lhe é negado um direito que conquistou, é ir para a justiça. Seja para os tribunais com uma providência cautelar, seja para a Comissão Nacional de Eleições, seja para a Entidade Reguladora para a Comunicação Social".

Os antigos mineiros da Urgeiriça, no concelho de Nelas, vão avançar com uma queixa contra o Estado. Em causa está o atraso na descontaminação das cerca de 50 casas que foram construídas com materiais radioativos provenientes da mina. O trabalho já devia estar concluído, mas não está e, por isso, António Minhoto, presidente da associação que representa antigos mineiros, anunciou que vão avançar com uma queixa na Justiça.

Também em Viseu, três organizações ligadas ao meio ambiente promovem até esta sexta-feira uma petição contra a prospeção mineira. O abaixo-assinado foi subscrito nas ruas já por mais de duas mil pessoas. A petição contra o lítio e a destruição do meio ambiente é promovida pela AZU, Associação Olho Vivo e Movimento ContraMineração Beira Serra, que considera que a exploração mineira não vai trazer mais-valias para as áreas abrangidas.

A ministra da Modernização do Estado e Administração Pública adiantou que o programa Simplex 2020-2021, que arrancou em julho do ano passado, atingiu até agora uma taxa de execução de 85%. Alexandra Leitão falou numa "uma taxa positiva" e "uma das melhores dos últimos anos". Noutro plano, a ministra referiu que a valorização das remunerações mais baixas dos funcionários públicos "é algo que vai ter de ser feito num próximo Governo" devido à compressão da tabela salarial.

Por último, o Governo dos Estados Unidos da América ganharam um recurso apresentado contra uma decisão do tribunal favorável a Londres que tinha bloqueado a extradição do fundador do WikiLeaks, Julian Assange. Os Estados Unidos querem que o fundador do WikiLeaks seja julgado pela divulgação de documentos militares secretos relativos às guerras dos EUA no Afeganistão e no Iraque.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de