Noite agitada no CDS, a subida do PIB e outros destaques da manhã TSF

Estava marcada para esta sexta-feira, às 15h30, uma reunião, em Aveiro, entre os líderes centrista e social-democrata, mas a iniciativa que juntava Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos foi agora adiada.

Eleições são "a solução mais razoável". É esta a convicção do ministro Augusto Santos Silva que sublinha, em entrevista à TSF, que ninguém se pode dizer surpreendido se a Assembleia da República for dissolvida e se o país for a eleições, visto que o aviso já tinha sido feito por Marcelo Rebelo de Sousa. Para o governante, o fator de instabilidade não foi Marcelo Rebelo de Sousa, mas sim os antigos parceiros de geringonça, que deixaram cair um Governo que apresentava "uma solução progressista".

Estava prevista para esta sexta-feira, às 15h30, uma reunião, em Aveiro, entre os líderes centrista e social-democrata, mas a iniciativa que juntava Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos foi agora adiada. De acordo com um comunicado enviado à TSF pelo Partido Social-Democrata, a "nova data será comunicada oportunamente".

Foi uma noite agitada para o CDS. O candidato à liderança do CDS-PP Nuno Melo acusou o atual presidente do partido, Francisco Rodrigues dos Santos, e a direção de estarem a tentar levar a cabo um "golpe de estado institucional" no partido. Na origem das críticas está a marcação de um Conselho Nacional extraordinário para desconvocar o Congresso eletivo do partido, agendado para daqui a um mês. Em resposta, o vice-presidente do CDS-PP Pedro Melo considerou que só "haveria uma perturbação da vida democrática interna do partido" se os órgãos não fossem ouvidos quanto ao adiamento do congresso para depois das eleições legislativas. No mesmo plano, o presidente do Conselho Nacional do CDS-PP, Filipe Anacoreta Correia, defendeu que "não é razoável" e "não é aceitável" achar que as decisões do Conselho Nacional "são mais ou menos legítimas consoante são favoráveis ou desfavoráveis" a alguém. No mesmo plano, o antigo ministro e dirigente do CDS, António Pires de Lima, deixa um apelo aos conselheiros do partido. Pires de Lima pede que os conselheiros revelem alguma dignidade na hora de decidir se adiam, ou não, o congresso, marcado para o final de novembro.

Um dos homens que negociou com o governo do lado do PCP é Vasco Cardoso, da comissão política e do comité central. Convidado esta semana do programa da TSF e do Diário de Notícias, Vasco Cardoso afirma que o PCP "nunca teve ilusões" em relação ao Governo, recusa a ideia de que a única solução é a convocação de eleições antecipadas e acusa o Presidente da República de ter sido um "fator de instabilidade" nas semanas que antecederam a votação do Orçamento do Estado.

Os primeiros nove meses do ano terminam com o Produto Interno Bruto (PIB) português a subir 4,2% face ao terceiro trimestre do ano passado. Os dados foram divulgados esta sexta-feira pelo Instituo Nacional de Estatística (INE) e estão abaixo das estimativas macroeconómicas para 2021 feitas para Portugal.

Pedro Siza Vieira reagiu esta sexta-feira ao crescimento da economia portuguesa em 4,2% no terceiro trimestre. O ministro da Economia garante que, por esta altura, "Portugal cresce mais do que a média europeia e do que a média da zona euro", sendo o país com o crescimento mais significativo a seguir à França e à Áustria.

Uma equipa internacional de investigadores anunciou, esta quinta-feira, a designação para uma nova espécie ancestral de humanos, o 'Homo bodoensis'. A nova classificação é considerada, pelos cientistas, determinante para o conhecimento da evolução humana há cerca de meio milhão de anos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de