Portugal nos oitavos do Mundial, protestos contra as regras Covid na China e outros destaques TSF

Bruno Fernandes marcou dois golos frente ao Uruguai e garantiu a vitória portuguesa.

Portugal está nos oitavos de final do Mundial depois de ter vencido, esta segunda-feira, o Uruguai por 2-0, com um bis de Bruno Fernandes. O resultado dá seis pontos à equipa lusa, num jogo em que o guarda-redes Diogo Costa foi também decisivo para segurar a vantagem.

O jogo fica marcado pela primeira invasão de campo deste Mundial, um ato que teve pouco de banal e muito de simbólico: num só gesto, o adepto que entrou nas quatro linhas representou a causa LGBTQIA+, a luta das mulheres iranianas e a defesa da Ucrânia.

Na China, as autoridades de Pequim parecem começar a ceder, de alguma forma, aos protestos que tomaram as ruas contra as restrições Covid. Para já, o governo da capital chinesa anunciou que as saídas dos prédios não vão estar bloqueadas como até agora acontecia para impedir o acesso a áreas residenciais onde estivessem pessoas infetadas.

Da Alemanha já se ouviram palavras solidárias: o Presidente Frank-Walter Steinmeier diz que "compreende" a "impaciência".

Há também novidades sobre outra das doenças que marcou os tempos mais recentes a nível mundial. Até aqui conhecida como Monkeypox, passa a chamar-se "mpox" porque a Organização Mundial da Saúde quer que se evite "linguagem racista e estigmatizante".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou-se preocupado face à tentativa de golpe de Estado em São Tomé e Príncipe e diz ter esperança numa "evolução positiva" no sentido da paz.

Os testes à infeção com SARS-CoV-2 deixaram de ser recomendados a pessoas sem sintomas de infeção e doentes internados com Covid-19 passam a poder receber visitas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de