TAP alerta para "constrangimentos significativos" devido a greve da Groundforce

Transportadora aérea está a notificar os clientes cujos voos estão a ser diretamente impactados pela greve, mas solicita aos passageiros que acompanhem o estado do seu voo no site da TAP.

A TAP avisou este sábado que a sua operação está a registar "significativos constrangimentos", com registo de vários voos cancelados, devido à greve da Groundforce, iniciada às 00h00 deste sábado, e alerta que a situação deverá manter-se no domingo.

"A TAP está com significativos constrangimentos em toda a sua operação prevista para o dia de hoje e de amanhã, devido à greve de dois dias no serviço de assistência em terra da Groundforce, que se iniciou às 00h00 de 17 de julho", refere a companhia aérea em comunicado, alertando para "expectáveis cancelamentos e atrasos nos voos assistidos pela Groundforce, sobretudo no aeroporto de Lisboa".

A transportadora aérea está a notificar os clientes cujos voos estão a ser diretamente impactados pela greve, mas solicita aos passageiros que acompanhem o estado do seu voo no site da TAP, para que possam fazer uma gestão online do voo, caso este se encontre entre os afetados pela paralisação dos trabalhadores da empresa de handling.

Neste sentido, apela aos passageiros para que não se desloquem para o aeroporto em caso de voo cancelado.

A greve já provocou este sábado quase uma centena de cancelamentos de voos de e para o aeroporto de Lisboa.

Este sábado é o primeiro dia da greve convocada pelo Sindicato dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA), como protesto pela "situação de instabilidade insustentável, no que concerne ao pagamento pontual dos salários e outras componentes pecuniárias" que os trabalhadores da Groundforce enfrentam desde fevereiro de 2021.

A paralisação vai prolongar-se pelos dias 18 e 31 de julho, 01 e 02 de agosto, o que levou a ANA a alertar esta sexta-feira para possíveis constrangimentos nos aeroportos nacionais, cancelamentos e atrasos nos voos assistidos pela Groundforce, nos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Porto Santo.

Na mesma nota em que no início do mês dava conta da greve, a estrutura sindical detalhou que a paralisação abrange os trabalhadores da SPdH (Groundforce) de Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Porto Santo e que decorrerá das 00h00 do dia 17 às 24h00 do dia 18 de julho de 2021 e das 00h00 do dia 31 de julho às 24h00 do dia 02 de agosto de 2021.

O STHA convocou ainda uma paralisação ao trabalho extraordinário das 00h00 de dia 15 de julho às 24h00 do dia 31 de outubro de 2021.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de