Tem selo português. 'NovirBox', o armário que pode ajudar a combater a propagação de infeções

Sistema foi desenvolvido por investigadores de Coimbra e por uma empresa de Setúbal. É uma solução "inovadora" e "fácil de usar" na desinfeção de tecidos, vestuário e calçado.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra (UC) e uma empresa de Setúbal desenvolveram um novo sistema de desinfeção que pode ajudar a combater a propagação de infeções.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a UC afirmou que se trata de uma solução "inovadora, rápida e fácil de usar" na desinfeção de tecidos, vestuário e calçado.

"O designado 'NovirBox' é um armário de desinfeção que recorre à nebulização ultrassónica do desinfetante VIRCOV BAC 360 da Inokem", explicou, indicando que o sistema foi desenvolvido por investigadores de Coimbra, através da Coleção de Culturas de Bactérias da UC (UCCCB, na sigla em inglês), em colaboração com a Dynasys, empresa de engenharia eletrónica e telecomunicações.

"Graças à tecnologia de nebulização ultrassónica do NovirBox, é possível gerar um aerossol do desinfetante com gotículas extremamente pequenas, o que permite que este penetre nos poros dos tecidos da roupa e chegue a todas as zonas do calçado", segundo os criadores do "armário inovador".

Este sistema de desinfeção, "automático, programável, rápido e fácil de usar", pode ser usado à temperatura ambiente e não molha os tecidos ou o calçado.

"Pode, assim, tornar-se crucial na prevenção da disseminação de infeções em lojas de roupa e calçado, nas quais os itens são amplamente manipulados, mas também em espaços como hospitais, laboratórios, ginásios, escolas e indústrias, entre outros", salientaram os responsáveis do projeto.

Tirando partido da sua "vasta e diversificada coleção de microrganismos", a UCCCB testou a eficácia do desinfetante e de todos os protótipos do 'NovirBox' "contra uma ampla gama de microrganismos".

"Testámos a eliminação de esporos bacterianos, de vírus e de bactérias gram-negativas e gram-positivas. Os ensaios realizados na UCCCB incluíram a testagem dos protótipos do NovirBox na desinfeção de tecidos e de calçado", esclareceu a diretora da Coleção de Culturas de Bactérias da UC, Paula Morais.

Publicados na revista especializada International Journal of Environmental Research and Public Health, os resultados deste trabalho "demonstram que a nebulização ultrassónica usada no NovirBox é altamente eficaz na desinfeção dos produtos testados", adiantou a instituição.

Paula Morais realçou que o surgimento da pandemia da covid-19 "destacou a importância dos processos de desinfeção na segurança da saúde".

"Têxteis e calçado foram identificados como vetores de disseminação de infeções. Além disso, o risco de surgimento de novas variantes de SARS-CoV-2 e de novas pandemias, como a varíola dos macacos, juntamente com o crescente problema de microrganismos multirresistentes, torna necessário o desenvolvimento de novos e melhores métodos de desinfeção", sublinhou a docente da FCTUC.

Para os investigadores da UC envolvidos no trabalho, Paula Morais, Diogo Proença, Beatriz Rito e Tiago Henriques, "encontrar um método eficiente para a desinfeção rápida de têxteis e calçado pode ser decisivo para controlar a propagação de infeções".

"Esta colaboração da UCCCB com a Dynasys representa um bom exemplo da sua missão de estar próxima da comunidade e de contribuir para o desenvolvimento tecnológico da indústria", concluíram.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de