Troca de secretário de Estado. Hoteleiros do Algarve estranham, Turismo do Norte reparte elogios

A AHETA espera que o novo secretário de Estado do Comércio e Turismo tenha "o mesmo espírito de abertura". Já o presidente da Região de Turismo do Porto e Norte de Portugal diz que Rita Marques desenvolveu um trabalho muito positivo.

A Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) não esperava a saída de Rita Marques do governo e elogia a sua prestação no anterior e atual executivo de António Costa.

"A AHETA viu com bons olhos a recondução da engenheira Rita Marques e trabalhamos sempre de uma forma muito cordial e aberta", afirma o presidente. Helder Martins acrescenta que "estranhou" a saída da governante.

"As questões de divergência internas não passam por nós, mas estranhei que estando a senhora secretária de estado a 7 mil quilómetros de distância do país tivesse sido demitida", acrescenta.

Rita Marques estava na Arábia Saudita a participar na 22.ª edição da WTTC Global Summit. O presidente da AHETA sublinha que os hoteleiros algarvios tiveram sempre "uma porta aberta na secretaria de estado" para resolver os problemas.

"É da competência do primeiro-ministro e dos seus ministros fazerem as remodelações que entenderem, mas esperamos que quem vem para o lugar tenha o mesmo espírito de abertura e de conhecimento do setor", acrescenta.

Helder Martins aguarda que o novo secretário de estado "trabalhe com a associação de mãos dadas", porque o turismo é um setor tão importante para economia nacional que "merece que isso aconteça".

"De Rita Marques ficamos com uma agradável recordação de trabalho em equipa e esperamos que o seu sucessor tenha tanta ou mais capacidade de o fazer", conclui.

Elogios repartidos para Rita Marques e Nuno Fazenda

O presidente da Região de Turismo do Porto e Norte de Portugal deixa um elogio a Rita Marques na hora de saída do governo.

Luís Pedro Martins diz que a secretária de Estado do Turismo, que está demissionária, desenvolveu um trabalho muito positivo, em circunstâncias difíceis, como foi a Covid-19.

"Foi uma excelente secretária de Estado. Foi a pessoa certa, na altura certa. Praticamente, o seu mandato resume-se ao período mais difícil do setor do turismo. Estou a falar do período de dois anos da pandemia, em que era preciso ter alguém que conseguisse manter a paz no setor... era difícil pedir mais à engenheira Rita Marques naquilo que foi o seu desempenho."

Luís Pedro Martins considera que Nuno Fazenda, que vai tomar posse na sexta-feira como novo secretário de estado do Turismo tem todas as condições para dar continuidade à herança de Rita Marques. O Presidente da Região de Turismo do Porto e Norte de Portugal tem as expectativas em alta.

"É alguém que conhece perfeitamente o setor do turismo, já ocupou cargos de alto nível no Turismo de Portugal e conhece muito bem as regiões e o interior do país."

Sobre os contornos políticos que levaram à saída de Rita Marques da pasta do Turismo, Luís Pedro Martins não quis fazer qualquer comentário.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de